<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1270325969674259&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

Veja como funciona o cálculo da Caderneta de Poupança

calculo rendimento poupança

Mesmo com o rendimento bem abaixo da média do mercado, a Poupança ainda é o investimento preferido da maioria dos brasileiros. O mito de que ela é a única opção segura e a falta de conhecimento sobre outros investimentos são dois fatores que ajudam a explicar a popularidade da caderneta.

Apesar de muito utilizada, vários brasileiros não sabem exatamente qual é o rendimento da Poupança hoje.

O problema é que pouca gente sabe como realmente funciona o cálculo rendimento Poupança. Também são poucos aqueles que sabem de verdade ela não é 100% infalível — sim, aplicar dinheiro na Poupança também tem riscos.

Um deles é o chamado risco de mercado, que é quando a aplicação não rende o tanto esperado. Você sabia que a rentabilidade da Poupança em 2017 foi de apenas 6,61%, e que a expectativa é que em 2018 essa rentabilidade seja ainda menor?

No Brasil, infelizmente, muitas pessoas ainda utilizam a Poupança sem muito critério, observando somente o baixo custo e a facilidade que ela oferece. Se quem investe, entretanto, desse uma rápida olhadinha no histórico dessa aplicação, certamente mudaria de ideia: descontada a inflação, o rendimento da Poupança em 2016 foi de mísero 1,9% no ano.

Bateu uma decepção com o cálculo da Poupança? Isso não é nada comparado à performance de 2015, em que a caderneta teve rendimento negativo (-2,28%) devido à inflação. Ou seja, naquele ano, quem aplicou na caderneta, teve seu dinheiro desvalorizado.

Preso na poupança? Aprenda a encontrar o melhor investimento. Curso grátis

Existem diversos investimentos mais rentáveis do que a Poupança, com o mesmo grau de risco (isto é, baixo) e até mais fáceis de entender. Você, por exemplo, sabe dizer sem pesquisar como funciona o cálculo da Poupança?

Continue lendo e veja:

  • Uma simulação de rendimento da Poupança
  • Como é feito o cálculo Poupança
  • Quais investimentos são mais interessantes que a Poupança

Rendimento Poupança: simulação

rendimento-poupanca-simulacao

Nos últimos 10 anos, retirando a inflação, a rentabilidade da caderneta não chegou a 4% ao ano. Para piorar, o cálculo de rendimento Poupança não é simples, mas funciona de acordo com a lógica dos juros compostos. Isso significa que você não calcula os juros sobre o depósito, mas sobre o montante total que está na conta.

Ainda não está claro como calcular o rendimento Poupança? Vamos fazer uma simulação com R$10.000,00. Imagine que você tenha transferido esse montante para a sua conta Poupança, sem realizar depósitos posteriores, deixando o valor por lá durante 10 anos (de janeiro de 2008 a dezembro de 2017, por exemplo).

Tem ideia do quanto teria ao final desse prazo? Veja o resultado da simulação a seguir:

Aplicação Inicial Duração Juros no mês Juros Total Valor Acumulado
R$10.000,00 10 anos 0,3994% R$6.133,70 R$16.133,70

Ok, o total ficou em pouco mais de R$16 mil. Parece muito, mas não é, especialmente ao lembrar que se trata de um resultado de 10 anos. Além disso, esse é o valor bruto, que ainda não levou em conta a inflação do período.

Considerando que tivemos inflação menor do que 4,90% em apenas 3 anos — em 2007, em 2009 e em 2017 —, quem deixou dinheiro na caderneta durante os últimos 10 anos, acabou perdendo poder aquisitivo, isto é, o rendimento da Poupança foi menor que a inflação em boa parte do tempo.

Viu como o cálculo do rendimento Poupança pode abrir nossos olhos para uma realidade bem diferente do que a maioria das pessoas imagina?

O mais importante é entender que, em resumo, o cálculo Poupança envolve uma fórmula difícil de ser feita e o rendimento descontando a inflação é pequeno, perdendo de longe para muitos outros investimentos.

Conheça os melhores investimentos do mercado. Simule e compare

Como funciona o cálculo da Poupança

como-funciona-calculo-poupanca

Até maio de 2012, o rendimento da Poupança era fixo, sempre em 0,5% + TR (Taxa Referencial). A partir dessa data, no entanto, a rentabilidade passou a depender de duas taxas: a Taxa Selic e a TR, da seguinte forma:

  • Quando a Taxa Selic está acima de 8,5%, a caderneta segue a regra de 0,5% + TR.
  • Quando a Taxa Selic está igual ou abaixo de 8,5%, o rendimento é de 70% da Selic, mais a variação da TR.

Vimos essa mudança ocorrer há pouco tempo. Até julho de 2017, a regra aplicada para o cálculo permaneceu em 0,5%+TR, porque a Selic estava acima de 8,5%. No entanto, em setembro de 2017, a Selic caiu para 8,25%, fazendo com que o cálculo de rendimento da Poupança passasse a seguir a regra de 70% da Selic + TR.

Com as quedas sucessivas da taxa básica de juros, a remuneração da Poupança, que já era pequena, passou a ser ainda menor. Com isso, muitos brasileiros estão percebendo que, independentemente da fórmula aplicada, o rendimento da caderneta deixa a desejar e que há outros investimentos muito mais rentáveis.

Aprenda a criar o seu futuro com investimentos. Curso grátis

Vale lembrar que o cálculo Poupança é igual para todos os bancos. Além disso, o rendimento ocorre mensalmente e é depositado na data de aniversário do depósito.

Mas Poupança faz aniversário? Como assim?

Deixando o economiquês de lado, o aniversário da Poupança é o dia em que a abertura da conta ou um depósito feito nela completa 1 mês (dia em que efetivamente serão pagos os juros). É importante lembrar que as contas abertas ou os depósitos feitos nos dias 29, 30 e 31 terão como data de aniversário sempre o dia 1 do próximo mês.

Investimentos melhores que a Poupança

investimentos-melhores-poupanca

Como já discutimos aqui, o que motiva as pessoas a aplicarem dinheiro na Poupança é a segurança que ela oferece. Esse baixo risco vem da proteção desse investimento, assegurada pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Essa instituição se responsabiliza pelo ressarcimento de até R$250 mil por CPF em caso de falência do banco. Ou seja, quem tem R$500 mil em uma mesma conta Poupança corre risco de perder dinheiro, caso sua instituição feche as portas

Vale mencionar que o FGC protege também as aplicações em CDB, LCI e LCA, por exemplo. Dessa forma, além de render mais que a caderneta, esses investimentos têm a mesma segurança da Poupança.

Hoje você aprendeu como funciona o cálculo Poupança, entendeu que seu desempenho é bem baixo em relação a outras aplicações e aprendeu que outros investimentos também são bastante seguros.

A boa notícia é que, atualmente, a possibilidade de abrir uma conta em uma corretora de valores permite que qualquer brasileiro (de diferentes perfis e bolsos) possa investir em ativos de baixo risco e com potencial para trazer resultados bem melhores que a Poupança. Que tal começar agora? 

Conheça o 1º curso interativo de investimentos. Aprenda grátis