<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=690458111055947&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

IRPF 2017 - Veja como declarar o Imposto de Renda

como-declarar-imposto-de-renda-2017.png

Após os primeiros dias do ano, um assunto começa a tomar conta dos noticiários, dos jornais e também da preocupação de milhares de brasileiros: a declaração de imposto de renda. Esse processo, se não feito com muita atenção, pode acabar trazendo uma certa dor de cabeça a investidores e trabalhadores.

Foi exatamente por esse motivo que elaboramos este material. Pretendemos sanar todas as suas dúvidas de como declarar o imposto de renda de forma correta.

 Para declarar seu imposto de renda você deve: 

  1. Ter todos os documentos necessários em mãos;
  2. Completar suas informações no Gerador da Receita Federal;
  3. Optar pelo melhor modelo de declaração;
  4. Enviar a declaração dentro do prazo;
  5. Corrigir eventuais erros.

Neste artigo você aprenderá diversos pontos que acabam gerando algumas dúvidas no momento de conferir o IRPF. 

  1. Como declarar o Imposto de Renda?
  2. Quem deve declarar o IRPF em 2017?
  3. Tabela do Imposto de Renda 2017
  4. Cronograma IRPF 2017
  5. IRPF: O que é o Imposto de Renda?

Quer entender ainda mais? 

guia-do-imposto-de-renda-descomplicado

É importante que você entenda cada ponto para não perder prazos, dados ou obrigações que estão intrínsecas a este importante imposto. E lembre-se: não fique com dúvidas, saiba procurar as informações certas!

A cada ano, a Receita Federal disponibiliza as alíquotas a serem pagas pelos contribuintes e todos os prazos que devem ser obrigatoriamente seguidos para a declaração. Continue lendo para saber se você se enquadra no perfil contribuinte e como funciona o processo de declaração!

 

1. Como declarar o Imposto de Renda - Passo a passo

Esse é o ponto que gera mais dúvidas entre milhares de brasileiros. Todos nós sabemos que o imposto é obrigatório e deve ser pago até determinado prazo, mas você sabe exatamente como funciona todo esse processo?

como-declara-imposto-de-renda-irpf-2017

Siga esse passo a passo e esteja pronto para declarar seu imposto de renda!

1º Passo: Junte os documentos necessários!

O primeiro ponto para organizar sua declaração é reunir todos os documentos e comprovantes que a Receita Federal exige.

Comece pelos informes e recibos de rendimento do ano passado. Eles comprovarão o quanto você ganhou durante o ano e esse valor será a base de cálculo para seu imposto de renda.

Aqueles informes que você recebe no fim do mês, por exemplo, comprovam seu salário e contribuições. Já os extratos bancários ou da sua conta em corretora servem para detalhar o rendimento de seus investimentos.

Aprenda a organizar sua declaração

mposto-de-renda-descomplicado-728x90

Uma vez que os comprovantes tenham sido entregues, recolha os comprovantes de despesas que valem dedução no imposto - como escola, faculdade, consultas médicas, consultas odontológicas, etc. Esses valores serão deduzidos da base de cálculo do valor que você deverá pagar

Lembre-se: todos esses documentos devem conter o nome, CPF ou CNPJ, endereço referente a quem recebeu o pagamento e todos os dados necessários do chamado beneficiário, isto é, você ou seu dependente.

Reúna também comprovantes de compras de imóveis e carros! A Receita confere se a sua renda é compatível aos seus bens.

2º Passo: Acesse o gerador da declaração e preencha seus dados

A Receita Federal, a cada ano, tenta facilitar o processo de declarar o imposto de renda. O segundo passo é um exemplo desse movimento.

Você deverá fazer o download do programa direto do portal da Receita Federal e preenchê-lo com suas informações.

Insira todas os dados referentes aos seus rendimentos e suas despesas. Não esqueça de colocar também os bens que você comprou e vendeu!

3º Passo: Modelo completo ou simplificado?

Existem dois métodos de declaração do imposto de renda:

  • Simplificado, que é aquele que é aplicado um desconto de 20% sobre a base de cálculo do imposto, substituindo as despesas que resultam na dedução - com um teto que é estabelecido pela Receita;
  • Completo, que todos os gastos dedutíveis são lançados separadamente. O modelo completo é vantajoso quando o total de gastos é superior ao limite proposto pela Receita, reduzindo ainda mais do que pagará para o governo.

A própria plataforma da Receita Federal indica ao contribuinte a melhor opção de modelo.

4º Passo: Envie a sua declaração!

Após preencher todos os dados necessários e conferir cuidadosamente todas as informações chegou a hora de enviar tudo para a Receita! Você fará isso utilizando um programa chamado Receitanet.

Neste ano, o governo estabeleceu a data limite para o envio da declaração no dia 28/04, até às 23h59m. É válido lembrar que todo o processo acontece pela internet, então não deixe para o último minuto!

Após enviar a sua declaração de imposto de renda, você receberá o recibo de entrega. Nós recomendamos que o salve e guarde em um local seguro - inclusive, muitos contribuintes chegam a imprimi-lo. O número gerado neste recibo é necessário caso haja quaisquer erros a serem corrigidos na sua declaração.

Por que devo enviar o quanto antes a declaração do imposto de renda?

Para os casos de restituição de imposto de renda, a prioridade de pagamento será estabelecida de acordo com a ordem de entrega. Isto é, quanto mais cedo você enviar os documentos, mais cedo você receberá o valor de restituição.

Não fique para trás:
Saiba garantir sua retiuição.

Caso você deva pagar o imposto, após o envio, o programa mostrará o valor e emitirá o Documento de Arrecadação de Receitas Federais. Existem opções de pagamento, como o parcelamento com juros ou a parcela única até uma data pouco depois do limite de envio. Quanto antes enviar, mais planejamento terá para pagar o imposto.

Não perca o prazo!

Os contribuintes que deixarem de enviar a declaração até a data final de entrega pagarão multa à Receita, somando ao valor do imposto ou descontado de sua restituição.

5º Passo Retifique os erros

Errar é humano, isto é um fato. Por mais que conferimos milhares de vezes todos os dados preenchidos, um erro pode passar despercebido. A declaração retificadora foi criada exatamente com o propósito do contribuinte poder corrigir algum dado ou adicionar alguma informação.

Você deve entrar no programa de declaração, selecionar que deseja enviar a declaração retificadora e inserir o número da sua declaração original (aquela que está escrita no seu recibo).

Sugerimos que envie o quanto antes, uma vez que caso deseje retificar qualquer dado, terá tempo e prazo para isso!

2. Quem deve declarar o Imposto de Renda 2017? 

Mas você sabe se está enquadrado no perfil do contribuinte? E qual será a alíquota que incidirá sobre sua renda? Veja abaixo a lista dos contribuintes do imposto de renda 2017!

  • Pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos acima de R$ 40.000,00
  • Aqueles que obtiveram, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na venda de bens ou realizou operações na Bolsa de Valores
  • Quem obteve receita bruta acima de R$ 145.789,50 em atividades rurais
  • Aqueles que até 31/12/2016 tinham posses somando mais de R$ 300 mil
  • Todos que passaram a ser residentes no Brasil em qualquer mês

É fundamental entender que a cada mês, durante o exercício base, sua folha de pagamento pode estar sujeita ao desconto do Imposto. A alíquota varia de acordo com seu salário e acompanha seu crescimento. 

Entretanto, é válido lembrar que você pode ter tido o salário descontado ao longo do ano e mesmo assim estar abaixo do valor estipulado como isento. Nestes casos é possível declarar com o objetivo de conseguir a famosa restituição. 

Veja abaixo a tabela e confira a alíquota que foi descontada de cada faixa salarial: 

3. IRPF 2017 - Tabela de Imposto de Renda

 Renda mensal (R$) 

Alíquota (%)

Dedução do IR (R$)

Até 1.903,98

                                      Isento

De 1.903,99 até 2.826,65

7,5

142,80

De 2.826,66 até 3.751,05

15

354,80

De 3.751,06 até 4.664,68

22,5

636,13

Acima de 4.664,68

27,5

869,36

Fonte: Receita Federal

Está vendo que declarar o imposto de renda não é nenhum bicho de sete cabeças? Basta se organizar e se atentar aos prazos! Por esse motivo separamos as datas referentes à declaração de imposto de renda para 2017. Veja abaixo:

4. Cronograma IRPF 2017:

  • 23 de Fevereiro: o Programa Gerador da Declaração de Imposto de Renda foi disponibilizado no próprio site da Receita.
  • 02 de Março: O DIRPF 2017 começou a ser recebido.
  • 28 de Abril: Data limite para envio da documentação referente a declaração de 2017.

 

5. IRPF: O que é imposto de renda?

como-declarar-imposto-de-renda

O famoso Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) é um tributo existente em inúmeras economias mundiais. Ele é, basicamente, o dever da população, com renda, de pagar uma porcentagem de seus ganhos ao governo.

Quanto ao valor, ele depende principalmente do tamanho da riqueza produzida por ele por período, seja ela referente ao trabalho ou ao próprio capital. O imposto de renda possui alguns princípios fundamentais para seu funcionamento:

  • Generalidade: isto é, ele é válido a todos que possuem renda tributável;
  • Universalidade: todo rendimento tributável ganho deve ser declarado;
  • Progressividade: quanto maior a renda maiores são as alíquotas.

O atual molde do imposto de renda foi estabelecido em 1922, com o objetivo principal de financiar o desenvolvimento da saúde pública, da educação e também da expansão urbana. Em 1968, foi criada a Secretaria da Receita Federal - órgão responsável pela fiscalização em relação ao tributo - retirando a responsabilidade do Ministério da Fazenda sobre o assunto.

O modelo de controle e fiscalização elaborado é bem simples de entender, mas acaba gerando algumas dúvidas entre contribuintes. Durante o chamado ano-calendário, ou ano-base, são registrados todos os seus rendimentos e suas despesas. Este montante, entretanto, é declarado apenas no ano seguinte, o qual é conhecido como ano-exercício. De forma prática:

  • Ano-Calendário: 2016 - registro de rendimentos e despesas;
  • Ano-Exercício: 2017 - declaração do imposto de renda.

Não é tão complicado como imaginava, certo? Esse é todo o processo para o imposto de renda ser declarado corretamente. Entretanto, existem outros assuntos que, normalmente, o contribuinte deve entender para não perder nenhuma oportunidade. 

Saiba como declarar seus investimentos e muito mais!

iimposto-de-renda-descomplicado-destaque