Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

Como investir dinheiro na crise? O Raio-X do mercado no mês de Maio

como-investir-dinheiro-na-crise

No momento de incertezas políticas e econômicas que vivemos em nosso país, é natural se perguntar “como investir dinheiro?” e “como se proteger da crise?”, qual a melhor forma de cuidar do seu patrimônio em um momento em que as perspectivas da economia estão cada dia mais negativas.

Saber como investir dinheiro é muito mais do que escolher a rentabilidade mais alta ou fazer análises da bolsa de valores. É entender o contexto do mercado e assim fazer uma escolha consciente das perspectivas futuras, seja para um investimento de Renda Fixa ou para se aproveitar do grande momento da Bolsa de Valores.

Veja como investir dinheiro na Bolsa de Valores

Se você está lendo este artigo, demonstra que você é um investidor consciente e preocupado com o seu dinheiro. Agora você poderá entender melhor o atual cenário e como ele influencia diretamente em seus investimentos.

Para que você saiba como investir dinheiro hoje mesmo e com as melhores perspectivas frente ao cenário que está por vir, você verá a seguir:

  • O Raio X do mês de Maio: Política, Economia e Mercado
  • O que aconteceu com as principais empresas, setores e ações
  • Análise do Toro Radar: O que o cenário atual influência no mercado
  • O melhor trade de Maio

Por que entender o cenário para saber como investir dinheiro?

Antes de mais nada, muitos leitores podem se perguntar por que é necessário entender o mercado para decidir como investir dinheiro. Não é só escolher a maior rentabilidade ou a ação de uma grande empresa que esteja temporariamente desvalorizada pela crise?

E a grande surpresa é que não!

São inúmeros os riscos que você corre ao fazer uma escolha sem entender o cenário do mercado. Entenda:

1) Na Renda Fixa

Investimentos de Renda Fixa muitas vezes são atrelados a indicadores econômicos como:

  • IPCA
  • Taxa Selic
  • CDI

Isso quer dizer que a inflação e as perspectivas da economia fazem a total diferença nestes investimentos.

Se por exemplo você escolhe um Título Prefixado a uma taxa de 10% ao ano e a inflação continua aumentando e atinge o patamar de 11% ao ano, isso quer dizer que o seu capital vai se desvalorizar em 1% ao invés de dar lucro.

2) Na Bolsa de Valores

Você pode por exemplo investir nas ações de uma grande e importante empresa sem saber que os desdobramentos da crise na verdade podem fazer com que elas simplesmente despenquem.

Pronto! Por não entender as vertentes do mercado naquele momento você pode perder uma parcela significativa do seu patrimônio ou o que costumamos mencionar sempre no mercado financeiro: Perder as grandes oportunidades que o cenário político e econômico proporciona.

Agora que você viu a importância de entender o cenário do mercado, vamos avaliar tudo aquilo de mais importante que aconteceu neste mês.

Política, Economia e Mercado: Raio X de Maio/16

como-investir-dinheiro-raio-x

O mês de Maio de 2016 foi fortemente marcado por grandes mudanças no cenário político-econômico brasileiro. Nós acreditamos que você, investidor consciente, necessita se manter informado e preparado para agir nesta tempestade de acontecimentos.

Não poderia começar se não pelo evento mais polêmico do ano: a concretização do afastamento da presidente Dilma Rousseff. No dia 12/05/2016 foi aprovado pelo Senado a abertura do processo de impeachment da presidente, e o procedimento se inicia pelo afastamento por 180 dias de Dilma e assunção do seu vice, agora Presidente em execício, Michel Temer.

Naquela quinta-feira a bolsa reagiu com uma alta volatilidade e, em suma, respondeu de forma positiva, com uma alta de 0,9% quando o presidente anunciou os nomes que participarão de sua equipe. O Dólar também fechou em alta neste dia, principalmente pelo fato das intervenções do Banco Central.

Entretanto, após uma semana sob os comandos do presidente em exercício, o mercado recuou e o dólar subiu.

Alguns investidores se perguntam por qual motivo isso aconteceu e esse fenômeno pode ser entendido da seguinte maneira: o mercado vêm precificando o afastamento da presidente desde o final do ano passado, resultando em movimentos antecipados, além de que medidas que realmente aqueçam a economia não são implementadas rapidamente.

O governo atual entretanto, possui grandes desafios para seu êxito econômico, desafios estes que serão decisivos para os preços dos ativos da nossa Bolsa de Valores. Entre eles, destaca-se o empecilho da questão fiscal: o déficit público cresce de forma espantosa, podendo chegar à R$ 170 bilhões, e sua reversão para um superavit futuro se mostra trabalhosa.

Alguns itens pontuais também terão grande impacto no mercado para o próximo período. Separamos alguns acontecimentos que necessitam de atenção:

  • A alíquota da CIDE - Combustíveis (Contribuição de Intervenções no Domínio Econômico) pode sofrer um aumento devido à resistência em relação ao retorno da CPMF. Essa mudança resultará em grande impacto no IPCA, além de números exorbitantes na arrecadação. Dessa forma o BC provavelmente se mostrará resistente para evitar uma pressão inflacionária.
  • Votação aprovada para apresentar redução da proposta da meta fiscal. Como foi dito anteriormente, o rombo das contas públicas pode chegar a R$170,5 bilhões. Essa correção irá prever eventuais impactos de um aporte financeiro do Tesouro Nacional à Eletrobras por causa dos problemas com o balanço de 2014.
  • A executiva Maria Silvia Bastos Marques, ex-presidente da CSN, foi indicada por Temer para substituir Luciano Coutinho na presidência do BNDES. Conhecida como profissional ortodoxa, Marques chefiará todas ações de investimentos produtivos do país.

Sabemos que o mercado não varia de acordo apenas com nosso cenário interno. Por isso é importante também atentar-se para algumas questões internacionais. Nessas últimas semanas vale observar os seguintes pontos, dando o devido destaque ao primeiro:

  • Estados Unidos: sinalização dada pelo discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, que a economia da potência norte-americana pode sofrer alta de seus juros de curto prazo em Junho/16. Fato este que influencia diretamente na balança comercial brasileira e nas decisões da nova equipe do governo, além de pautar o movimento do mercado mundial.
  • Europa: de um modo geral as bolsas europeias andam operando em alta. Ações de bancos impulsionam esse resultado. O superavit europeu chega em 22,3 bilhões de euros.
  • Ásia: a maioria das bolsas asiáticas avança, impulsionada pelos preços do petróleo na primeira quinzena do mês e pelas perspectivas dadas por Yellen. Os dados de produção industrial do Japão se mostraram ainda mais positivos motivando a economia do país.

De olho no mercado!

Nesta sessão serão analisadas 5 das mais importantes notícias sobre algumas das empresas brasileiras cruciais para o rumo político do país e para os seus investimentos:

1) Petrobras: A protagonista dos noticiários

como-investir-dinheiro-petrobras

Foi confirmado que a estatal levantou US$6,7 bilhões no exterior. O montante foi captado com o objetivo de refinanciar bônus com vencimento até 2019.

Outro acontecimento que poderá alterar os rumos da empresa seria a troca de seu presidente. Foi anunciado pelo Planalto que o ex-ministro do governo FHC Pedro Parente será o novo presidente da estatal. Inclusive, o até então presidente da empresa Aldemir Bendine renunciou a seu cargo, deixando a cadeira principal da Petrobras pronta para seu sucessor.

A empresa, de acordo com relatório trimestral da Economática, apresentou a maior queda em Lucro Líquido dentre as empresas de capital aberto, comparando aos resultados do mesmo período referentes ao ano passado (recuo de -R$6,57 bilhões).

Sobre seu ativo PETR4, os investidores voltaram a acompanhar a ação mais de perto, aumentando suas respectivas exposições a ele. Os movimentados últimos dias da estatal acabaram resultando em um recuo dos preços da ação.

Resultado veio em linha com o esperado. O cenário se mostra difícil para empresa com:

  • Queda na receita, mesmo com a melhora na geração de caixa;
  • Redução da produção de petróleo;
  • Aumento dos gastos com ociosidade de estruturas.

Não recomendamos Petrobras para o longo prazo, mesmo com o possível avanço no cenário econômico. A empresa apresenta alto nível de alavancagem com alto grau de endividamento, mesmo tendo sua dívida líquida reduzida decorrente da desvalorização do dólar. Dessa forma, o cenário para a empresa é extremamente desafiador.


2) Vale: Resultados positivos, mas futuro incerto

como-investir-dinheiro-vale

O relatório emitido pela Economática apontou que a Vale foi a empresa brasileira mais lucrativa do primeiro trimestre de 2016, fechando com um faturamento de R$6,31 bilhões. Incrível recuperação ao se comparar com o primeiro trimestre de 2015, no qual a empresa teve um prejuízo de mais de R$9 bilhões.

O setor de mineração como um todo seguiu a forte baixa do minério de ferro, com isso as ações VALE5 apresentaram queda na primeira quinzena de Maio/16, além de reagirem a conferência de minério de ferro na Ásia, gerando sentimento que a disputa atual do setor não é saudável para economia.

O rali de alta da VALE5, que deixou suporte na região de R$6,50 e traçou uma tendência de alta no curto prazo, marcou máxima desse movimento em R$16,87, direcionada pelas altas consecutivas da cotação do minério de ferro na China. Porém acreditamos que essa alta do minério, com grande parcela especulativa, não se sustenta no médio prazo, devido ao desequilíbrio da Oferta x Demanda, onde a redução do consumo de aço global e aumento das ofertas impactarão diretamente no preço da commodity.


3) Gerdau: Confirmado o indiciamento

como-investir-dinheiro-gerdau

A empresa segue com seu CEO, André Gerdau, indiciado por suspeita de envolvimento em atividades ilegais e sonegações de impostos.

A companhia informou que está surpresa com o indiciamento do Diretor-Presidente, uma vez que ele, de acordo com a siderúrgica, nunca esteve em posições ilícitas.

Dessa forma, as ações GGBR4 vivenciaram baixas recentes.

No resultado do primeiro trimestre de 2016, a Gerdau apresentou números fracos, porém já esperados pelo mercado. No segmento América do Norte, a empresa obteve um crescimento de 6% no volume de aço vendido, comparado ao trimestre anterior, mas a menor receita por tonelada fez a receita líquida ficar estável no mesmo comparativo. No segmento América do Sul já era esperado o fraco resultado, com menores volumes e preços. O endividamento da empresa permanece alto: 4x dívida líquida/ Ebtida.


4) Siderúrgicas: Dificuldades contínuas

como-investir-dinheiro-siderurgia

As companhias CSN e Usiminas estão enfrentando algumas adversidades em relação a decisão judicial sobre uma possível eleição de conselheiros indicados pela CSN para o Conselho Administrativo da Usiminas.

A siderúrgica mineira teve sua presidência alterada no final do mês. Sérgio Leite substituiu Rômel de Souza, ganhando a votação do conselho por 6x3.

O setor vivencia quedas nos seus principais ativos, as ações CSNA3 e ações USIM5, influenciados por esses impasses e decisões.

De modo geral o setor foi muito impactado com fraco desempenho da economia brasileira nos últimos meses. A questão da briga societária afasta literalmente os grandes investidores da USIM5. Com um cenário de mudança de governo, se medidas assertivas forem tomadas para o reaquecimento da economia, a Usiminas seria um upside interessante, mas com risco elevado diante dos problemas da empresa e do governo.


5) Eletrobras: Suspensão da Bolsa de Nova York

como-investir-dinheiro-eletrobras

A Bolsa de Nova York decidiu no dia 18/05/16 suspender os papéis da Eletrobras por atrasarem a entrega do relatório de 2014, uma vez que esses relatórios não mensuram a perda do ano, de acordo com a empresa de auditoria KPMG.

Além disso, a estatal de energia está sendo investigada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) por conta das denúncias do envolvimento em esquemas de corrupção, no modelo das investigações contra a Petrobras.

A Eletrobras apresentou o maior prejuízo entre as empresas de capital aberto no primeiro trimestre de 2016 de acordo com relatório da Economática, -R$3,89 bilhões.

A deslistagem de seus ativos na bolsa norte-americana resultou em uma baixa das ações ELET6 no mesmo dia. A empresa afirmou que irá recorrer a decisão.

6) Bradesco: Na mira da Operação Zelotes ações despencam

como-investir-dinheiro-bbdc4

Como todo o restante do mês, o último dia de maio (31/05/2016) foi marcado por notícias de grande impacto para a economia e para o mercado. Nesta terça-feira o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, foi indiciado pela Polícia Federal no âmbito da Operação Zelotes.

O executivo está sendo acusado de envolvimento na tentativa de corromper agentes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para extinguir uma dívida de R$3 bilhões do banco com a Receita.

Essa notícia evidentemente teve grande influência no comportamento dos ativos da empresa. O preço das ações BBDC4 na Bovespa caíram aproximados 5%, enquanto os bônus com vencimento em 2019 caíram 1,4%. O valor de mercado da empresa foi de R$136 bilhões para menos de R$130 bilhões em poucos minutos, o que acabou pressionando o Ibovespa a fechar em uma baixa de quase 1%.

Empresas e setores mais lucrativos do 1º Trimestre/2016

O mesmo relatório apontou quais foram os 20 setores que obtiveram maiores lucros líquidos no primeiro trimestre de 2016.

É relevante ressaltar que a Vale sozinha representa 99% do lucro do setor “Mineração”.

SETORES MAIS LUCRATIVOS DO 1º TRIMESTRE DE 2016 
Setor Lucro Líquido R$ (000) Qtde de empresas
  Bancos 14.302.927   21  
  Mineração  6.371.640   4  
  Papel e Celulose  3.486.901   5  
  Outros  2.127.156   55  
  Seguradora e corretora de seguros  1.355.003   6  
  Química 1.209.270   10  
  Software e Dados 1.056.413   6  
  Educação 924.413   6  
  Transporte Serviços 845.739   12  
  Água, esgoto e outros sistemas 844.895   5  
  Veículos e peças 437.692   11  
  Locadora de imóveis 435.098   9  
  Alimentos e Bebidas 346.734   12  
  Serviços ambulatoriais de saúde 311.368   4  
  Máquinas Industriais 288.125   3  
  Têxtil 197.148   18  
  Eletrodomésticos 47.052   4  
  Agro e Pesca 17.538   3  
  Minerais não Met 5.476   3  
  Comércio -252.204   19  
  Telecomunicações -415.240   6  
  Construção -482.240   19  
  Siderurgia e Metalurgia -1.007.135   18  
  Petróleo e Gás -1.073.263   7  
  Energia elétrica -1.904.392   35   
  TOTAL 29.476.114   301   

*Fonte Economática

Já o apanhado ordenado pelas empresas que mais lucraram nesse mesmo período ficou da seguinte forma:

EMPRESAS MAIS LUCRATIVAS DO 1º TRIMESTRE DE 2016 
Empresa Setor Lucro Líquido R$ (000)
  Vale   Mineração 6.310.976  
  Itaú Unibanco   Bancos 5.183.645  
  Bradesco   Bancos 4.121.411  
  Ambev S/A   Alimentos e Bebidas 2.766.865  
  Banco do Brasil   Bancos 2.359.051  
  Telef Brasil   Telecomunicações 1.218.230  
  Santander   Bancos 1.212.740  
  Suzano Papel   Papel e Celulose 1.124.658  
  Klabin S/A   Papel e Celulose 1.073.512  
  BTG Pactual   Bancos 1.008.510  
  Hypermarcas   Outros 1.008.123  
  Cielo   Software e Dados 995.389  
  Fibria   Papel e Celulose 975.266  
  BB Seguridade   Seguradora 957.684  
  Braskem   Química 774.734  
  Gol   Transporte e Serviço 703.000  
  Sabesp   Água, Esgoto 628.789  
  Kroton   Educação 599.355  
  Embraer   Veículos e peças 385.691  
  Ultrapar   Química 385.218  

*Fonte Economática

O cenário atual do mercado

No momento atual as atenções do mercado estão voltadas paras as medidas que o governo de transição Michel Temer tomará na tentativa de recolocar o país no eixo do crescimento econômico, sendo que a implementação de algumas dessas medidas depende de PEC, o que aumenta as dúvidas sobre a real efetividade das medidas e o tempo para que isso ocorra.

A frase mais usada por Henrique Meirelles, “vamos devagar que eu estou com pressa”, deixa claro que o governo não pode errar, senão teremos um cenário de crise ainda mais aprofundado. Todo esse cuidado e o discurso de controle de gastos públicos precisam ser efetivos e não apenas nas palavras.

O mercado é vigilante ao fato do governo Temer não possuir ampla aceitação pública, o que deixa o campo político mais suscetível a manifestações nas ruas pelos movimentos sociais articulados pelo PT.

Chamamos atenção também para o potencial explosivo que a Operação Lava Jato pode causar no atual governo, tendo em vista que alguns ministros e líderes do atual governo estão sendo investigados pela operação e esta tem grande apelo do povo.

Diante do fatos, o mercado é cauteloso a novas exposições em Bolsa. Traçamos então uma análise baseada no cenário mais técnico, que prevê:

  • IBOV na região dos 60 mil pontos caso as medidas tomadas pelo governo venham a ser consistentes e provoquem uma melhora na economia.
  • Por outro lado, caso as medidas não sejam suficientes ou fatos inéditos venham a provocar o aprofundamento da crise, teremos o IBOV buscando a perda de suporte em 47 mil pontos com região de consolidação em 40 e 41 mil pontos.

O melhor trade de Maio

como-investir-dinheiro-petr4

Neste mês de maio a Toro Radar recomendou um trade épico em PETR4.

Mesmo com todas as perspectivas negativas para as ações da Petrobras, no dia 09/05/16 houve uma oportunidade fantástica. Foi recomendada a compra das ações no valor de R$8,88 e a venda em R$9,25, o que conferiu um lucro de impressionantes 4,17% em apenas 2 minutos de operação.

Neste mesmo dia pela manhã, o presidente interino da Câmara Waldir Maranhão havia decidido anular a votação que aprovou processo de Impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Após um momento de intensa volatilidade, a tensão do mercado diminuiu e alguns ativos recuaram para posições próximas às anteriores.

No cenário de extrema volatilidade aproveitamos boas oportunidades com risco limitado e grande potencial de rentabilidade. O surpreendente é que grande parte dessas operações são feitas no Day trade, onde compramos e vendemos as ações no mesmo dia aproveitando a volatilidade dos mercados.

Não foi só essa recomendação que gerou ganhos para nossos investidores. Veja o gráfico abaixo e confira a rentabilidade e o nível de acerto da nossa equipe nos primeiros quatro meses de 2016:

como-investir-dinheiro-toro-radarcomo-investir-dinheiro-rentabilidade.png

Disclaimer

Para ter acesso a todas as recomendações dadas pelos nossos analistas, cadastre-se no Toro Radar e faça um teste gratuito de 15 dias. Você poderá acessar nosso histórico de resultados e análises completas dos principais ativos da Bovespa, receber as melhores recomendações da bolsa de valores e tirar dúvidas ao vivo com nossa equipe de analistas através do chat.

Faça seu teste!

consultoria-acesse-agora

Receba atualizações

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action