Blog

Como investir no Tesouro Direto e rentabilizar seu dinheiro com títulos públicos federais

como-investir-no-tesouro-direto-selic.jpgO Tesouro Direto é um programa do governo para financiar a dívida pública. Através dele o governo emite e vende títulos públicos para investidores que em troca recebem o valor pago pelos títulos acrescido de uma taxa de juros em uma data futura no momento do resgate.

O passo a passo para investir no Tesouro Direto começa com um bom planejamento. Antes de começar a investir é fundamental:

1. Conhecer seu perfil de investidor: se você está disposto a um pouco mais de risco ou risco nenhum, isso pode influenciar diretamente no título que irá escolher e nas estratégias que você pode adotar para extrair o máximo dos seus investimentos.

2. Traçar seu objetivo: se o seu objetivo é comprar um carro, fazer uma viagem ou poupar para uma aposentadoria tranquila, cada um desses sonhos envolve um prazo e um valor diferente, por isso é necessário um investimento que acompanhe o prazo e a rentabilidade necessária para realizá-lo.

3. Ter uma conta de investimentos: Investir no tesouro direto é bastante simples e você pode fazer isso do seu próprio banco, porém ter uma conta em uma corretora de investimentos é o diferencial para que você tenha o acompanhamento especializado e possa investir cada vez melhor, montando uma carteira diversificada (veja qual a melhor corretora de valores pra você).

4. Escolher o melhor título: Os títulos do Tesouro podem ser prefixados, pós fixados ou híbridos, sobre o que falaremos mais a seguir. É importante que você faça uma escolha que esteja de acordo com seu perfil e objetivo para evitar uma retirada inesperada do seu dinheiro e garantir a melhor rentabilidade do seu investimento.

5. Comprar títulos do Tesouro Direto: Agora que você já passou pelo processo de planejamento do seu investimento, basta comprar seus títulos, o que pode ser feito de forma bastante simples através do site do Tesouro Direto ou da sua corretora, onde você pode solicitar também a ajuda de um assessor de investimentos especializado.

Agora vamos entender um pouco melhor sobre este tipo de investimento para traçar seu objetivo. Neste artigo iremos falar sobre:

  • A rentabilidade do Tesouro Direto;
  • Tesouro Direto Selic: Um dos destaques dessa modalidade;
  • As principais vantagens e porque o Tesouro Direto vale a pena;
  • E uma estratégia poderosa para ficar rico com o Tesouro Direto.

Saiba tudo sobre Títulos Públicos

Se você quer saber tudo sobre os Títulos Públicos, qual a tributação, como investir, o que são os Títulos LTN, LFT, NTN-B e qual escolher, leia nosso artigo “O que são Títulos Públicos.

Tenho certeza que você vai perceber como investir no Tesouro Direto é bastante seguro, pois o governo garante seu investimento, ele se torna uma excelente opção para o investidor que procura uma boa rentabilidade, mas não deseja correr riscos.

Como Calcular a rentabilidade do Tesouro Direto?

E se você quer aprender como calcular a rentabilidade dos títulos públicos, você pode ver o passo a passo de como usar a Calculadora do Tesouro Direto e simular a rentabilidade do título que deseja comprar.

Investir em títulos púbicos federais constitui uma alternativa excelente de renda fixa para quem valoriza segurança, simplicidade e também para investidores mais arrojadores que procuram estratégias de diversificação em sua carteira de investimentos.

Rentabilidade do Tesouro Direto

como-investir-no-tesouro-direto-rentabilidade.jpgO Tesouro Direto disponibiliza três modalidades de títulos públicos:

  • Pós-fixados
  • Prefixados
  • Híbridos

Os mais comuns são os títulos pós-fixados. Nele o seu rendimento será igual a um índice que pode variar com o tempo. Esse índice é a taxa básica de juros, a Taxa Selic. Você não sabe exatamente quanto vai ganhar, mas pode fazer uma estimativa: Se a taxa Selic estiver alta, terá rendimentos maiores. Com a Selic baixa, seu retorno será menor.

Existem também os títulos prefixados. Neste título você sabe no momento da compra exatamente quanto receberá pelo seu investimento ao final do período estipulado.

E há títulos que são uma mistura dos dois anteriores, denominados híbridos. Uma parte da rentabilidade é atrelada a determinando índice de preços, como o IPCA ou o IGPM, e outra parte é uma taxa de juros prefixada.

Tesouro Direto Selic

Um dos destaques entre os títulos públicos é o Tesouro Direto Selic, que é um título pós-fixado. Em 2015 o governo decidiu modificar os nomes dos títulos federais com o intuito de simplificar e facilitar o entendimento, então este título recebeu o nome de Tesouro Selic, antes conhecido como LFT - Letras Financeiras do Tesouro.

Como falamos anteriormente, o Governo Federal é quem garante os títulos públicos e não os bancos, como em outros títulos de renda fixa. Dentre todos os títulos que o governo oferece através do Tesouro Direto, aprender como investir no Tesouro Direto Selic pode te mostrar boas oportunidades em um cenário de crise.

Quando investir no Tesouro Direto Selic

Como esses títulos são atrelados à taxa Selic é muito importante entender a variação desta taxa, e porque ela ocorre. Dessa maneira você pode escolher o momento ideal para aplicar neste título, ou seja quando houver uma perspectiva de elevação da Selic.

Geralmente o Tesouro Direto Selic atrai muitos investidores nos períodos de crise, pois o governo utiliza uma política contracionista e tende a aumentar os juros com o objetivo de:

  • conter a alta da inflação,
  • elevar o grau de credibilidade das contas públicas,
  • e atrair a atenção dos investidores.

E então quando a situação se restabelece, a economia sai de uma crise e demonstra sinais de recuperação, o governo costuma abaixar as taxas de juros para:

  • incentivar o consumo da população,
  • incentivar as empresas a investirem,
  • e estimular a economia a voltar a crescer.

Veja como investir no Tesouro Direto vale a pena

como-investir-no-tesouro-direto-vale-a-pena.jpgInvestir no Tesouro Direto vale a pena e as vantagens de aplicar seu dinheiro neste título são enormes:

  • boa rentabilidade
  • menor risco
  • segurança
  • não tem carência
  • valor mínimo acessível
  • liquidez diária

E como o Tesouro Direto não exige carência, você pode resgatar a qualquer momento, o que é ótimo para quem busca liquidez diária. Por isso a rentabilidade do Tesouro Direto vale a pena e pode ser o caminho para o sucesso dos seus investimentos.

Como investir no Tesouro Direto e ficar rico?

Agora vamos falar de uma grande vantagem pouco conhecida sobre como investir no Tesouro Direto e que tem sido utilizada pelos investidores milionários para extrair o máximo do seu investimento.

Existe uma forma de alavancar os ganhos sem precisar resgatar o capital alocado nesses títulos. Essa é uma estratégia bastante utilizada por grandes investidores, mas o que muita gente não sabe é que pequenos investidores também podem aproveitá-la.

O segredo é investir o seu dinheiro em dois lugares ao mesmo tempo: tanto no Tesouro Direto como na Bolsa de Valores, utilizando seu título como margem de garantia para alavancagem em operações de Day Trade e Mercado Futuro.

Isso é possível porque nestas modalidades você não paga e nem recebe pelo que está comprando ou vendendo, apenas pela oscilação entre os valores de compra e venda, o que te permite movimentar um valor maior do que você realmente tem, o que chamamos de alavancagem.

E o seu capital não precisa estar em dinheiro para realizar as operações. O seu título do Tesouro Direto serve como margem de garantia para essas operações.

Essa estratégia te proporciona alcançar resultados extraordinários, já que o seu dinheiro rende duas vezes ao mesmo tempo. Lembrando que por movimentar um valor maior que você possui, o risco destas operações é proporcionalmente maior.

Veja como utilizar essa estratégia e ficar rico sem sair da renda-fixa.

Turbine os ganhos da Renda Fixa

Se você já investiu na Bolsa de Valores utilizando seu investimento como Margem de Garantia, deixe aqui seus comentários e compartilhe sua experiência.

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action