Blog

Escolha uma corretora ideal para os melhores rendimentos no Tesouro Direto e aprenda de maneira simples a fazer o seu investimento na renda fixa mais procurada do momento.

corretora-tesouro-direto

Um movimento com algumas semelhanças à corrida do ouro está acontecendo entre os investidores: a busca por títulos do tesouro direto.

Em época de crise é comum que o cidadão tenha cautela em seus investimentos e procure produtos financeiros seguros e de rentabilidade fixa, por essa razão o tesouro direto tem sido um alvo dessas pessoas.

Para investir no Tesouro Direto você deverá escolher um agente de custódia que pode ser um banco ou corretora, para intermediar a transferência de recursos e realizar o seu cadastro junto da BM&F Bovespa. A partir daí você acompanhará o rendimento em sua conta na corretora de tesouro direto que escolher.

Porém, como se escolhe essa instituição financeira?

Para escolher esse agente de custódia não há segredos e irei te ajudar a fazer a avaliação das alternativas.

Por que escolher uma corretora para investir no tesouro direto?

A primeira questão é optar por um banco ou corretora. Quando se tem essas duas instituições em jogo você provavelmente pode pensar em qual das duas irá proporcionar mais segurança e comodidade.

Eu acho que esse pensamento se deve porque usualmente os investidores se prendem aos bancos acreditando que por serem maiores também serão os mais estáveis.

Se você pensou dessa forma, saiba que também existem no mercado algumas corretoras tão grandes quanto os bancos, com melhores opções de investimento e com menores taxas.

É claro que você não vai sair por aí colocando o seu dinheiro em qualquer lugar, mas entre um banco e uma corretora saiba que a minha recomendação é que você selecione por atratividade dos serviços e funcionalidades que serão oferecidas. E nisso as corretoras de tesouro direto oferecem grande vantagem.

O porte de uma corretora deverá ser levado em consideração, afinal quanto maior a corretora menor é o risco de quebra. Mas outros dois pontos serão justamente onde você terá a vantagem em preferir uma corretora. Veja abaixo!

Como escolher a melhor corretora para investir no tesouro direto

melhor-corretora-tesouro.jpg

Já que apontei que as corretoras apresentam vantagens sobre os bancos em dois aspectos diferentes eu irei explicá-los para vocês:

1) Taxa de administração

As taxas a serem pagas são o mais importante na hora da escolha porque quanto menor, melhor será para o seu rendimento. Existem excelentes instituições que possuem taxa de 0,1% ao ano, o que é realmente uma taxa baixa.

Mas há empresas que dizem possuir taxa de administração baixa sendo que cobram até cinco vezes mais do que a taxa que estou te informando.

O que ocorre é que de fato esse tipo de investimento não é interessante para o banco, por isso não é uma necessidade para eles realizar o estímulo da compra com uma taxa atrativa.

Se você questionar o seu gerente no banco a respeito de um bom investimento de renda fixa (veja no Toro Radar o que são), é provável que ele nem vá mencionar o tesouro direto entre as opções e possivelmente terá dificuldades para te instruir sobre essa aplicação.

Isso porque muitas vezes ele precisa bater metas nos produtos financeiros oferecidos na instituição e o tesouro direto está longe de ser algo lucrativo para o banco.

2) Funcionalidade da corretora de tesouro direto

As funcionalidades no momento de investir também são de grande importância e não podem passar despercebidas.

Um exemplo é a consulta de saldo que poderá ser realizada tanto no site do tesouro quanto no site do agente, porém apenas se ele for integrado.

Tendo um agente integrado ficará mais fácil investir pela própria facilidade de acesso. Além disso você também poderá programar suas aplicações para que quando um título vença, o seu dinheiro seja reinvestido automaticamente.

É válido também verificar se o repasse de recursos nessa corretora irá ocorrer no mesmo dia, o que é o ideal.

Qual a melhor corretora para investir no tesouro direto

Para saber qual é a melhor corretora de valores para o seu investimento no tesouro direto ou em qualquer outro produto financeiro, há um conjunto de fatores que devem ser avaliados como:

  • tecnologia
  • segurança
  • custo
  • plataforma de produtos
  • atendimento

Ao considerar esses detalhes, você poderá identificar qual corretora mais se adequa aos seus objetivos e às suas necessidades. Lembre-se de fazer essa avaliação de forma ampla e não apenas baseada no preço.

Como investir no tesouro direto e potencializar o seu rendimento

Para investir no tesouro direto o processo é bem simples e bastará você escolher qual o título mais adequado ao seu perfil, porque a rentabilidade estará interligada à data de vencimento que for estipulada no momento da compra.

Para se alinhar nessa escolha, você deve pensar se o dinheiro aplicado será uma reserva a ser utilizada no curto, médio ou longo prazo para que o seu planejamento financeiro e o seu ganho tenha os resultados esperados.

Ainda dentro dessa seleção, você também deverá optar entre um título prefixado que é aquele que tem a rentabilidade no momento da compra ou um título pós-fixado, no qual a rentabilidade estará indexada a algum índice, como a taxa SELIC, por exemplo.

O tesouro direto é hoje um investimento tão interessante que ele conseguirá lhe proporcionar até mesmo uma rentabilidade potencializada. Isso poderá acontecer caso você utilize o seu capital já investido no título como margem de garantia no mercado futuro ou operações de day-trade de ações.

Essa estratégia irá permitir que você consiga diversificar sua carteira e alavanque potencialmente o retorno, sem a necessidade de movimentar a sua renda fixa. Que tal aprender mais sobre o mercado futuro?

New Call-to-action

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action