<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=1270325969674259&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

O que são Fundos DI e por que eles podem ser mais interessantes que a Poupança?

fundos-di-o-que-saoTambém denominados Fundos de Renda Fixa Referenciados DI, os Fundos DI são fundos que aplicam no mínimo 95% do patrimônio nos títulos públicos federais do Tesouro Direto (atrelados ao CDI ou Selic) ou em títulos privados de baixo risco.

Esse títulos são pós-fixados e acompanham as oscilações da Taxa SELIC, como ocorre por exemplo no Tesouro Selic (antiga LFT).

Os 5% restantes podem ser alocados em títulos que seguem as regras dos Fundos de Curto Prazo, o que é bastante incomum devido ao cenário atual desafiador da economia no país.

Neste artigo você entenderá tudo sobre estes fundos:

  • Vantagens e desvantagens
  • Tributação
  • Fundo DI x Poupança
  • Fundo DI x Tesouro Direto
  • Como investir
  • Fundo DI x Bolsa de Valores

Vantagens e Desvantagens

fundos-di-vantagens-desvantagensGrande parte desses fundos aplicam apenas em títulos públicos do governo, constituindo assim os fundos com maior segurança para rentabilizar o seu capital. Seu desempenho é entre 95% a 100% do CDI, o que pode ser vantajoso se você estiver buscando uma alternativa de investimento com pouco ou nenhum risco.

Ainda assim é bastante incomum um Fundo DI atingir uma rentabilidade de 100% do CDI, já que as taxas de administração também afetam o resultado. Portanto quem busca rentabilidade pode não encontrar neste tipo de investimento a melhor opção para aplicar seu dinheiro.

Outra desvantagem é que este investimento não é passível de garantia pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), ao contrário de outros investimentos como:

Entretanto, uma vantagem deste investimento é que o seu patrimônio fica juridicamente separado do patrimônio da instituição. Caso o banco venha a falir, o dinheiro investido em um fundo desse mesmo banco estará sob proteção.

Essa modalidade de investimento é uma ótima alternativa em comparação com o rendimento da Poupança ou um CDB, pois apresenta um retorno semelhante ou até superior a grande parte dos CDBs, mas com um diferencial importante: possui liquidez diária.

Isso significa que o investidor que aplicou em um Fundo DI pode resgatar o seu capital a qualquer momento sem prejudicar sua taxa de retorno.

O investimento mínimo também costuma ser bem mais acessível que em outros produtos de renda fixa.

Entretanto, mesmo que suas vantagens sejam maiores que outros investimentos, vale ressaltar que na comparação de todos eles a Bolsa de Valores ainda é o investimento com as maiores possibilidades de retorno, e é muito importante que você conheça as oportunidades que ela oferece antes de optar por algum investimento.


Tributação

Uma desvantagem sobre este investimento é a incidência do Imposto de Renda sobre os lucros. O pagamento do IR é efetuado no momento do resgate da aplicação e a alíquota segue a tabela regressiva do IR de acordo com o período transcorrido até o resgate do investimento, da seguinte forma:

Prazo Alíquota
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
A partir de 720 dias 15%

Mas fique tranquilo, o IR incide apenas sobre os lucros.

Come-cotas

Existe também outro tributo chamado come-cotas, que funciona como um adiantamento para o Imposto de Renda. Ele é cobrado duas vezes ao ano:

  • A primeira vez em maio;
  • A segunda em novembro.

Nessas ocasiões é cobrado 15% de imposto em cima da rentabilidade do período, sendo deduzidos da sua aplicação no formato de cotas.

Com o resgate do dinheiro aplicado, o investidor pagará somente a diferença entre o que ele deve de IR e o que já pagou de maneira compulsória na forma do come-cotas.

Outro imposto que pode incidir é o IOF, sendo cobrado em aplicações realizadas por um período inferior a 30 dias. Depois desse prazo não há cobrança desse imposto.

Esta é outra vantagem da Bolsa de Valores sobre os fundos, o investimento no mercado de ações não possui incidência de IOF.

Aprenda tudo sobre a Bolsa de Valores - Veja um guia completo!

E se você quer saber quais investimentos possuem isenção de IR, as alternativas são:

  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA);
  • Debêntures de infraestrutura.

Lembrando que apenas o fato de ser isento não quer dizer que seja um melhor investimento. Um investimento tributado muitas vezes pode ter sua rentabilidade bastante superior a um investimento isento de IR.

Por isso, é importante comparar bem os investimentos antes de tomar uma decisão e contar com a ajuda de profissionais experientes do mercado. Vamos agora comparar algumas das opções.

Fundo DI x Poupança - veja a comparação

fundo-di-rendimento-poupancaCom a Selic no patamar de 14,25% ao ano, os Fundos DI continuam mais atraentes que a Poupança na maior parte dos casos, mesmo com a incidência de IR e a cobrança de taxa de administração.

No cenário atual a rentabilidade da Poupança é de 6,17% ao ano (ou 0,5% ao mês) acrescidos da taxa referencial.

Na tabela abaixo:

  • Os campos de cor verde indicam quando o retorno dos Fundos DI é maior que o da Poupança.
  • Já nos campos de cor vermelha, a rentabilidade da Poupança é mais vantajosa.
RENTABILIDADE DOS FUNDOS DI
Prazo IR Taxa de Administração
0,5% 1% 1,5% 2% 2,5% 3%
Até 6 meses 22,5% 0,83% 0,78% 0,73% 0,69% 0,64% 0,59%
6 meses a 1 ano 20% 0,86% 0,81% 0,76% 0,72% 0,67% 0,62%
1 ano a 2 anos 17,5% 0,89% 0,84% 0,79% 0,74% 0,70% 0,65%
Acima de 2 anos 15% 0,91% 0,87% 0,82% 0,77% 0,73% 0,68%

*Fonte: Anefac

Fundo DI x Tesouro Direto - veja a comparação

Os Fundos DI possuem carteiras compostas essencialmente por títulos do Tesouro Selic (LFT). Por serem referenciados buscam replicar a oscilação do CDI, que costuma ser bastante próxima da taxa Selic.

Já no Tesouro Direto, qualquer um pode investir através de uma plataforma online, abrindo uma conta de investimentos em uma corretora (veja qual a melhor corretora de valores para você). E assim como no fundos DI o investimento mínimo no Tesouro Direto é mais acessível que em outros investimentos.

Uma diferença significativa entre os dois é que os títulos do Tesouro Direto podem ser utilizados como margem de garantia para operações na bolsa de valores, o que é uma grande vantagem para rentabilizar o seu capital. Já os Fundos DI não oferecem essa possibilidade.

Margem de garantia - Seu dinheiro rendendo 2 vezes

Utilizando seu título como margem de garantia, você não precisa ter dinheiro para investir na bolsa. O seu título do Tesouro funciona como um cheque caução para suas operações em Day Trade ou Mercado Futuro, os maiores queridinhos dos grandes investidores. Dessa forma, você recebe a rentabilidade fixa do Tesouro e ainda pode alcançar lucros extraordinários na Bolsa, fazendo seu dinheiro render duas vezes.

Com relação aos títulos do Tesouro Direto, existem algumas taxas cobradas como:

  • Taxa de custódia anual, de 0,30%;
  • Taxa de negociação por operação, de 0,10%;
  • Taxa de administração estabelecida pela corretora.

Há ainda corretoras que não cobram a taxa de administração. Acerca da tributação, não há come-cotas quando se compra uma LFT.

Portanto você pode escolher:

  • Fundos DI com baixas taxas de administração (menores que 1% ao ano), já que são mais simples de investir operacionalmente;
  • Ou títulos do Tesouro Direto em que as taxas podem ser um pouco menores que as dos fundos, caso saiba operar sozinho.

Como fazer investimentos em Fundos DI

Para começar a investir podendo utilizar o seu dinheiro a qualquer momento que precisar, o primeiro passo é optar pelo fundo que seja coerente com os seus objetivos.

Após essa etapa inicial é necessário buscar informações para conhecer os procedimentos que a instituição financeira de sua escolha determinou para realizar suas aplicações.

Geralmente as empresas solicitam cópia de documentos pessoais, um cadastro preenchido e, em alguns casos, a abertura de uma conta-corrente.

Bolsa de Valores - O melhor investimento do mercado!

bolsa-de-valores-melhor-investimentoAgora, se você procura rendimentos ainda maiores, mesmo que envolvam também maiores riscos, essa é a comparação de investimentos que irá chamar sua atenção: Fundos DI x Bolsa de Valores.

Com um desempenho entre 95% e 100% do CDI, os Fundos DI podem te fornecer uma rentabilidade de aproximadamente 13% ao ano.

Já na Bolsa de Valores a sua rentabilidade vai depender do seu conhecimento, da sua capacidade estratégia e das metas pessoais que você mesmo estabelecer.

Alguns investidores experientes estipulam uma meta de 2% a 4% de lucro POR DIA. Você pode imaginar?

Sabemos que este é um resultado extraordinário e que só é possível com muita expertise e muita dedicação. Por isso, entender como o mercado funciona, aprender as diferentes extratégias e contar coma ajuda de profissionais especializados faz toda a diferença no seu resultado.

A boa notícia é que é este o objetivo do Toro Radar: Ensinar os investidores como investir mais e melhor, alcançando grandes resultados e grandes sonhos.

Por isso, no Toro Radar você encontra um curso completo sobre investimentos na Bolsa. E se cadastrando agora você ainda ganha 15 dias gratuitos para utilizar toda a nossa plataforma:

  • Curso completo da Bolsa de Valores;
  • Chat ao vivo com analistas experientes;
  • Análises, gráficos e cotações de todas as ações;
  • Recomendações de compra e venda das melhores oportunidades do mercado.

Faça seu cadastro gratuito!
Aprenda a investir na Bolsa de Valores