Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

Nas últimas semanas, o setor elétrico enfrentou uma das piores quedas dos últimos anos. Com a pouca chuva, a necessidade de colocar em operação usinas não tão rentáveis e com a volta do fantasma do "apagão", as ações das elétricas estão tendo um péssimo 2014.

investimentos na bolsa setor eletricoSomente este ano, várias companhias perderam entre um quarto e um terço de seu valor de mercado. Como exemplo, podemos mencionar a ENEV3 (antiga MPX) que perdeu -34,67% ou a LIGT3 que acumula -31,37%. Durante essa movimentação corretiva, diversos suportes foram desrespeitados o que deixa uma dúvida sobre qual a melhor forma de ganhar dinheiro investindo nesse setor.

Investimentos na bolsa: Estratégias para as elétricas

Investimentos na bolsa são baseados em estratégia e quando falamos de um setor que está "derretendo" isso é ainda mais relevante. No momento atual, quase todas as ações de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica estão em tendência de baixa o que exige a adoção de técnicas que são voltadas para ganhar com a bolsa em queda.

investimentos na bolsa durante a queda

Na situação atual, vemos as melhores oportunidades do setor concentradas nas chamadas operações contra-tendência. Nesse tipo de trade, a estratégia é comprar ações que caíram muito e rápido demais e sair do papel assim que o mercado se recuperar. É uma forma ágil de lucrar com a bolsa em queda.

Essa é, inclusive, umas das grandes vantagens da análise técnica. Como essa ferramenta de investimento tem ótima aplicação para investimentos de curto e de médio prazo, ela consegue ser muito rentável mesmo quando a bolsa (ou um setor de empresas) está em forte queda. É pela utilização deste tipo de ferramenta que o Toro Radar vem apresentando resultados positivos desde 2011, mesmo com a desvalorização do Ibovespa ao longo desses últimos 4 anos.

Investimentos na bolsa: As melhores opções entre as elétricas

investimentos na bolsa opcoes de lucroDepois de definir a estratégia que será utilizada para se aproveitar da crise do setor elétrico para lucrar, é importante avaliar quais as empresas mais chamam a atenção. Pode parecer estranho, mas uma das formas mais eficientes de se fazer isso é ficar atentos nas ações que mais caíram.

Para muita gente, essa é uma decisão difícil. É muito mais fácil se desesperar com uma queda de 30% do que comemorar essa movimentação. O que vai definir em qual posição o investidor está é sua estratégia. Nos investimentos na bolsa é ela que define se você é um vencedor ou um perdedor.

Um papel que ajuda a exemplificar o que nossos analistas aguardam para realizar uma compra no setor elétrico é a carioca Light (LIGT3). Nas 7 primeiras semanas de 2014, a LIGT3 se desvalorizou o que fez com que seus preços passassem a enfrentar uma situação de desequilíbrio. 

Em pouco mais de um mês, o ativo passou a operar distante das médias móveis tanto de curto quanto de médio prazo e passou a apresentar os preços abaixo da extremidade inferior das Bandas de Bollinger. Essa situação foi ainda mais agravada pelo fato de o Índice de Força Relativa (IFR) ter atingido patamares inferiores a 1 (se você estiver com dificuldade de lembrar todos esses indicadores, não deixe de assistir ao curso de Introdução à Análise Técnica).

Nesse cenário de extrema sobre-venda, a Light se aproxima ainda de uma importante região de suporte na faixa de R$ 15,00. Essa aproximação indica que vários investidores estão prontos para adquirir o papel já que consideram que ele está barato e que esse é um valor atrativo para compras.

Quando temos um cenário como esse em que juntamos vários indicadores para reforçar a decisão de comprar uma ação, realizamos investimentos na bolsa com a ajuda da estatística e aumentamos nossas chances de sucesso. É isso que esperamos que aconteça na LIGT3. Nos próximos dias, essa pode ser uma das recomendações de trade do Toro Radar.

Ebook: Guia de Sucesso na Bolsa de Valores

atua no mercado de ações há 8 anos e é membro da equipe do Toro Radar desde 2010, onde atua como instrutor de cursos e palestras sobre diversos temas na área de investimentos e como analista. Estudou administração de empresas no IBMEC de Minas Gerais e Direito na Universidade Federal de Minas Gerais. Possui a certificação de Planejador Financeiro CFP® - Certified Financial Planner, é Consultor de Valores Mobiliários registrado na CVM e Analista CNPI-T registrado na APIMEC.

Receba atualizações

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action