Blog

Mini Índice: O que é?

mini-indice

Entenda o que é o Mini índice, saiba suas especificações e aprenda como investir no mercado futuro lucrando com as oscilações das maiores e mais líquidas empresas que o compõem.

O Mini Índice é um contrato futuro derivado de um índice que provavelmente todos vocês já ouviram falar: o Índice Bovespa. Quando ouvimos no jornal nacional que hoje a bolsa subiu 2% por exemplo, eles estão se referindo a oscilação no dia do Ibovespa.

Mas o que realmente é o Índice Bovespa?

Ele nada mais é do que uma carteira teórica de ações, composta pelas maiores empresas que compõe a bolsa em um só contrato. Ou seja, ele agrupa as valorizações e desvalorizações dos papéis que mais movimentam dinheiro na bolsa. Com isso, ele se torna um índice que é utilizado para se comparar todos os outros investimentos do mercado de renda variável. Em termos técnicos dizemos que esta carteira teórica é um benchmark para o mercado.

Sendo assim, o Índice Futuro é um contrato feito com base nas oscilações do Ibovespa (IBOV), ou seja deriva dele e portanto é denominado de derivativo.

Existem dois tipos de contratos para se negociar o Índice Futuro na bolsa e ambos são medidos em pontos.

  • O índice grande ou cheio que é o INDFUT
  • E o mini índice WINFUT, que é o qual estamos buscando explicar nesse artigo

A diferença entre eles é apenas o valor total do contrato. Cada ponto oscilado no INDFUT equivale a R$1,00 e no WINFUT R$0,20.

Mini Índice: Estudo de caso

Para ficar mais claro para vocês vamos pegar operações de compra e venda tanto para day-trade quanto para curto prazo e explicá-las detalhadamente.

Mini-indice: Curto Prazo

1) Operação de compra

winm15-curto-prazo-compra

Nessa recomendação do WINM15, enviamos para nossos clientes por meio de email e notificação no celular a indicação de compra no contrato a 56055 pontos, cotação do contrato naquele momento, e indicamos a saída a 57545 pontos.

Como calculamos nosso resultado nessa operação? É bem simples:

1º - Calculamos a diferença de pontos na entrada e na saída: compramos o ativo em 56055 e vendemos a 57545 lucrando portanto 1490 pontos.

2º - Multiplicamos cada ponto pela especificação do contrato: como estamos falando do índice pequeno cada ponto vale R$0,20 logo obtemos um ganho de R$ 298,00 por contrato.

3º - Multiplicamos o ganho obtido pela quantidade de contratos que compramos: para os clientes que operaram um contrato eles tiveram um ganho de R$ 298,00, para os que operaram 30 contratos lucraram R$ 8.940,00 e para os que operaram 100 contratos tiveram um ganho de R$ 29.800,00.

Para encontrar o valor total do contrato basta multiplicar a quantidade de pontos no momento da sua compra que é 56055 pelo valor de cada ponto que é R$ 0,20. Ou seja, cada contrato equivale a R$ 11.211,00.

Porém, graças a alavancagem para fazer essa operação você precisaria ter de margem em carteira 8% do valor do contrato para curto prazo, o que equivale a R$ 896,88 por contrato. Ou seja, é possível movimentar mais dinheiro do que o capital que você tem disponível.

2) Operação de venda

Veja o que é e como funciona uma operação de venda.


Agora veja nosso exemplo e como calcular os ganhos:

winv15-curto-prazo-venda

Operações de curto prazo no WINV15 exigem uma garantia de 8% também na venda, portanto a corretora exigiria nessa operação uma margem de R$ 766,24 (R$ 47.890 x R$ 0,20 x 8%).

O raciocínio para calcularmos o ganho é o mesmo:

1º - Diferença dos pontos: Subtraímos o preço de saída do preço de entrada, obtendo a diferença de 700 pontos.

2º - Multiplicamos cada ponto por R$ 0,20, obtendo um resultado de R$ 140,00 por contrato.

3º - Multiplicamos o resultado pelo número de contratos: para o cliente que operou 1 contrato seu lucro foi de R$ 140,00, o que operou 30 ganhou R$ 4.200,00 e o que operou 100 contratos lucrou R$ 14.000,00.

Mini-indice: Day trade

1) Operação de compra

winv15-day-trade-compra

As operações de day trade possuem a mesma fórmula de cálculo das de curto prazo. A única diferença é a duração da operação que sempre termina no mesmo dia.

Sua margem de garantia é menor, aproximadamente 1,75% do valor do contrato. No nosso caso acima a garantia exigida pela corretora seria R$159,53 por contrato, valor encontrado a partir da multiplicação dos pontos cotados na entrada que são 45580 pelo valor de cada ponto (R$0,20) e pela margem exigida que é 1,75%.

Calculando o lucro, então:

1º - Diferença das cotações: subtraímos o valor de saída do de entrada (45830 - 45580) e encontramos um ganho de 250 pontos.

2º - Multiplicamos por R$0,20: cada ponto na operação vale 20 centavos e logo multiplicamos os 250 pontos por 0,20 encontrando um resultado de R$50,00 por contrato.

3º - Multiplicamos o ganho pelo número de contratos: logo basta multiplicar os R$50,00 pelo número de contratos. Para os clientes que operaram 1 contrato lucraram R$50,00, os que operaram 30 contratos ganharam R$1.500,00 e os que operaram 100 contratos lucraram R$5.000,00. Para os investidores mais arrojados que utilizaram de toda a alavancagem disponível e assumiram um alto risco, essa operação trouxe quase 30% de ganho.

2) Operação de venda

winv15-day-trade-venda

As operações de day-trade na ponta vendida seguem o mesmo raciocínio das de compra com pequenas diferenças. A margem tanto na compra como na venda é a mesma de 1,75%, logo nessa operação a margem exigida pela corretora seria de R$ 162,23. Agora vamos calcular os ganhos:

1º - Diferença dos pontos: Subtraímos o preço de saída do preço de entrada obtendo a diferença de 240 pontos.

2º - Multiplicamos cada ponto por R$ 0,20: obtendo um resultado de R$ 48,00 por contrato.

3º - Multiplicamos o resultado pelo número de contratos: para o cliente que operou 1 contrato seu lucro foi de R$ 48,00, o que operou 30 ganhou R$ 1.440,00 reais e o que operou 100 contratos lucrou R$ 4.800,00.

Com isso podemos observar que além de simples esses contratos podem nos garantir lucros excepcionais.

Mini Índice: como investir?

O mini índice é um contrato muito interessante e com o qual se pode obter lucros extraordinários, porém ter agilidade na hora de operar esse contrato é essencial para garantir bons rendimentos. Visando o sucesso dos nossos clientes, dentro da plataforma do Toro Radar você encontra o melhor Home Broker do mercado.

Nosso Home Broker possui grande agilidade, controle e eficiência na sua experiência na bolsa. Com ele você conseguirá operar o WIN de forma mais rápida, fácil e segura.

Para poder operar pelo nosso Home Broker e investir no mini índice com maior rapidez é necessário ter conta em uma corretora compatível. 

Para abrir a sua conta e começar a investir, basta:

  • Ativar o Home Broker do Toro Radar, clicando aqui.
  • Enviar uma cópia de documento com foto e comprovante de residência;
  • Preencher a ficha de cadastro da Corretora.

Pronto! Após envio dos documentos, em aproximadamente 24 horas sua conta estará aberta e você já estará apto a operar na Bolsa de Valores.

 

Mini índice: Melhores Estratégias

mini-indice-melhor-estrategia

O WIN é um excelente contrato para operações de day-trade, por ser um contrato que abrange as maiores empresas da bolsa de valores brasileira ele possui um elevado volume financeiro negociado, o que lhe garante liquidez e grandes oportunidades em sua operação.

Além disso ele pode ser utilizado para estratégias de hedge (ou proteção) do seu capital, pois operando apenas uma ação você fica totalmente exposto ao risco daquele papel cair. Porém, se você está posicionado em um contrato que abrange um número grande de empresas como o WIN o seu risco será diluído, lhe proporcionando uma maior segurança em seu investimento.

Saber essa e outras estratégias pode ser o diferencial que faltava para você dominar a Bolsa e ter resultados melhores. Por isso, aprender com um especialista é uma ótima ideia para você dar um passo rumo ao sucesso.

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action