Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action

Blog

O que é Bitcoin?
Vale a pena investir?

Bitcoin é uma moeda digitalBitcoin é uma moeda completamente digital, também chamada de criptomoeda.

Você provavelmente já ouviu falar em Bitcoin. Esse mercado tem atraído ainda mais atenção nos últimos meses. Mas você sabe o que é Bitcoin e por que as pessoas estão falando tanto nessa moeda?

Neste artigo, explicaremos como funciona o mercado Bitcoin, o que está acontecendo com ele e quais os pontos de atenção nesse mercado.

Você irá entender:

  • O que é Bitcoin.
  • Como funciona o Bitcoin.
  • Por que as pessoas estão falando dessa moeda.
  • Bitcoin vale a pena?
  • Qual o valor do Bitcoin.
  • O que tem acontecido com ele.
  • 10 pontos de atenção sobre esse mercado.

O que é Bitcoin?

Bitcoin é uma moeda completamente digital, também chamada de criptomoeda. A criação do Bitcoin representa o surgimento de um novo meio de pagamento, descentralizado (ponto a ponto) e digital. O sistema é gerenciado pelos próprios usuários e não é necessário nenhum intermediador, como empresas de cartão ou o próprio Banco Central.

Isso quer dizer que as transações realizadas consistem no envio de moedas de uma pessoa para outra pela internet, sem passar por um banco. Dessa forma, os custos são menores e você pode usar suas moedas em qualquer país, sem nenhum requisito ou limite.

Para comprar Bitcoin hoje, você precisa abrir conta em uma exchange de moedas virtuais. Há também algumas formas de ganhar fragmentos da moeda através de sites que pagam pelo acesso.

Apesar da popularidade que essa moeda vem ganhando, este ainda é um mercado novo e, por isso, é preciso ficar atento. O objetivo principal da moeda Bitcoin é facilitar as transações realizadas na internet. Mas, como investimento, essa é uma alternativa de risco.

Então, se você procura por um meio de investimento e, especialmente, se você ainda está começando nesse universo, existem diversas opções no mercado que você pode conhecer primeiro.

Conheça os melhores investimentos do mercado
Baixe o guia completo

Como funciona o Bitcoin?

Como falamos, Bitcoins são moedas digitais, o que quer dizer que elas não existem fisicamente.

É isso mesmo! Você não irá comprar uma moeda e guardá-la na carteira ou no bolso. Ao invés disso, ela ficará guardada em uma carteira virtual, instalada em seu computador ou celular.

Entenda o Bitcoin como um arquivo online no seu computador, e que funcione como dinheiro na internet. Todas as moedas desse dinheiro e todas as negociações feitas com ele são registrados, através da criptografia, em uma espécie de banco de dados mundial, chamado Blockchain.

Para utilizar suas moedas, será gerado um código, que também pode ser entendido como uma assinatura digital. Esse código será verificado pelo que chamamos de minerador, e a transação será aprovada dentro de alguns minutos. Então, ela será incorporada no Blockchain.

O Blockchain é a comprovação de que a transação foi realizada. É a tecnologia base das criptomoedas, que permite que uma transação financeira aconteça, de forma confiável e segura, sem o intermédio de uma instituição.

Para entender melhor, veja o infográfico abaixo:

Como funciona o BitcoinA Carteira virtual é como se fosse sua conta no banco e a Assinatura digital é como se fosse uma transferência via TED.

Viu só? A lógica é a mesma. Numa transação normal, o João faria uma transferência, em Reais, através de uma TED da sua conta no banco para a conta do Pedro no banco dele.

Numa transação com Bitcoins, como funciona:

  • Cada um tem uma carteira virtual, como se fosse sua conta no banco.
  • A assinatura digital é como se fosse uma transferência ou uma TED.
  • O Blockchain é como se fosse o Banco Central, onde tudo fica registrado.

Mas, apesar da nossa analogia com o Banco Central, é importante ressaltar que esse mercado não possui nenhuma regulamentação. Todas as fiscalizações são feitas pelos próprios usuários da rede e não há um órgão ou autoridade que responda por isso ou forneça qualquer tipo de proteção.

Inclusive, a rede Blockchain é pública, mas você só consegue acessar as suas transações. A outra ponta da transação é anônima. Você não sabe que está transferindo moedas para o Pedro, por exemplo.

Dessa forma, seu dinheiro pode ser envolvido em negócios ilegais e você também fica sujeito a fraudes. Como este é um mercado não regulamentado, a solução de qualquer processo pode ser bem mais complicada.

Por que as pessoas estão
falando de Bitcoins?

Eles estão no mercado desde 2008, e, mesmo assim, o que é Bitcoin e como funciona ainda é um assunto pouco conhecido e compreendido no Brasil. Então, você pode se perguntar: por que as pessoas estão falando tanto sobre isso, especialmente agora?

Os primeiros meses de 2017, trouxeram uma altíssima valorização para essas criptomoedas. Enquanto, no dia 1º de janeiro, o Bitcoin (Ƀ) era negociado por volta de US$1.000 (R$3.200 na época), no final do mês de agosto o valor já era de US$4.200 (mais de R$13.000).

Gráfico da cotação Bitcoin 2017Cotação Bitcoin: os primeiros meses de 2017 trouxeram altíssima valorização para essas criptomoedas. Gráfico: Blockchain.info.

Uma valorização dessas obviamente chama a atenção de quem deseja investir. Porém, quem entende de mercado sabe que oscilações tão grandes tendem a ser corrigidas na mesma intensidade. Foi o que ocorreu em 2014, quando a moeda teve uma forte alta e sofreu uma sequência de quedas posteriormente. Veja no gráfico abaixo:

Valor do Bitcoin ao longo dos anosCotação Bitcoin: em 2014 a moeda também apresentou forte alta, seguida de uma sequência de quedas nos meses posteriores. Gráfico: Buy Bitcoin Worldwide.

Ou seja, assim como a cotação Bitcoin subiu muito, ela também pode cair na mesma proporção, a qualquer momento. Por isso, tem surgido a preocupação de que esse mercado seja uma bolha econômica.

Para quem não conhece o termo, bolha econômica foi o que aconteceu em 2000, quando as chamadas empresas “pontocom” (relacionadas ao comércio pela internet) vinham subindo vertiginosamente na Bolsa. Até que o mercado não suportou o crescimento dos preços e as ações despencaram. Muitas dessas ações, inclusive, tiveram seu valor reduzido a pó.

A lógica do mercado consiste muito mais em investir num ativo que tende a se valorizar do que em um ativo que já está em alta, como é o caso do Bitcoin hoje em dia. Por isso, quem investiu em Bitcoins entre 2009 e 2016, e manteve suas moedas até hoje, pode ter tido um grande lucro. Contudo, isso não quer dizer que a moeda vá continuar subindo.

O mais importante em investimentos de risco, seja em criptomoedas ou na Bolsa de Valores, é ter estratégia. É preciso ter estratégia para investir com segurança e buscar uma boa rentabilidade.

Conheça as melhores estratégias da Bolsa de Valores
Assista o curso completo

Mercado Bitcoin - Vale a pena investir em criptomoedas?

Que a possibilidade de ganho é grande, isso é notável e é o que tem atraído a atenção para as criptomoedas. Mas embora pareça fácil, investir em criptomoedas não é tão simples e é importante ressaltar que é um investimento de alto risco. Por isso, antes de entrar nesse mercado, é essencial entender como ele funciona. 

o-que-sao-bitcoins.pngApesar da moeda estar no mercado desde 2008, o que é Bitcoin ainda é um assunto pouco conhecido e compreendido no Brasil.

Veja 10 pontos de atenção sobre Bitcoins:


1) O valor do Bitcoin: a cotação oscila semelhante às ações, com base na oferta e demanda das criptomoedas. Hoje, 30/08/17, o valor está cotado em aproximadamente US$4.572 (mais de R$16.000).

2) Comprar moedas: para comprar moedas você precisa abrir conta em uma corretora de moedas virtuais. A compra é realizada no site dessa corretora.

3) O mercado não é regulamentado: Para comprar ou vender essas moedas, é preciso fazer operações que não são regulamentadas e, portanto, não são protegidas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) ou pelo Banco Central.

4) As corretoras não são regulamentadas: como o mercado não é regulamentado, as corretoras também não são. Portanto, você precisa enviar seu dinheiro para uma corretora não-registrada e fica exposto ao risco de fraudes.

5) A carteira Bitcoin é virtual: você pode criar sua carteira através de um software instalado em seu computador ou celular, ou através de um site que forneça uma carteira virtual. As moedas ficam armazenadas nessa carteira e é gerado um arquivo com esse registro.

6) As moedas não têm lastro: caso você queira ter o ativo físico em mãos, isso não é possível porque não existe ativo físico.

7) A alta volatilidade das criptomoedas: é possível perder grande quantidade de dinheiro em pouco tempo.

8) Trocar Bitcoin por dinheiro: para trocar suas moedas por dinheiro, é necessário vendê-las no mercado. Por isso, você fica refém da cotação da moeda no momento da troca.

9) Roubo e perda de criptomoedas: como o registro da sua carteira é virtual e fica armazenado em um arquivo no seu computador, você corre risco de perder o arquivo ou até mesmo ser alvo da ação de hackers com a intenção de roubá-lo. Caso você perca esse arquivo por algum motivo, não será possível acessar suas moedas e elas serão perdidas.

10) Alto risco: como investimento, este mercado é muito arriscado. Lembrando que a relação risco-retorno é sempre proporcional. Quanto maior a possibilidade de retorno, maior o risco.

Portanto, se você ainda não é um investidor, se não conhece o mercado ou não tem perfil de risco, é melhor tomar cuidado.

Se você procura uma forma de investir e lucrar com grandes altas de cotação, você pode utilizar uma forma mais simples e segura de fazer isso, como investir na Bolsa de Valores, por exemplo.

Assim como a alta do Bitcoin em 2017, a Bolsa de Valores também apresenta ações com crescimento sólido nos últimos 8 meses, como é o caso do Magazine Luiza (MGLU3). Entre o primeiro pregão de 2017 e o último pregão de agosto, foram 458% de valorização.

Gráfico da cotação das ações Magazine LuizaValorização das ações Magazine Luiza: Entre o primeiro pregão de 2017 e último pregrão de agosto, foram 458% de valorização.

Aprenda a investir na Bolsa de Valores
Assista o curso gratuito

As vantagens de optar pela Bolsa de Valores são:

  • Investir na Bolsa de Valores é mais fácil do que investir em Bitcoins.
  • É um mercado regulamentado pela CVM.
  • As corretoras utilizadas são regulamentadas e reconhecidas.
  • As tendências das ações seguem padrões claros da Análise Técnica.
  • Você pode contar com a ajuda de profissionais qualificados e experientes para tirar suas dúvidas e recomendar quais as melhores oportunidades.

Espero ter ajudado a entender esse mercado. Para saber mais sobre Bitcoins, como funciona, como minerar Bitcoins ou detalhes técnicos sobre o mercado, você pode acessar bitcoin.org.

Como você viu, o mercado de Bitcoins ainda é bastante complexo e, como investimento, oferece muitos riscos, especialmente para quem está começando a investir. Se esse é o seu caso ou se você deseja conhecer alternativas mais seguras de investimento, aproveite para ver o nosso Guia Completo para Investidores Iniciantes.

Conheça 13 investimentos fantásticos
Baixe o guia completo

Receba atualizações

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action