Blog

O que são Títulos Públicos? Conheça agora e turbine seus investimentos

Títulos públicos ou Títulos do Tesouro são investimentos de renda fixa onde o investidor pode escolher aplicar nos ativos financeiros gerados pelo Governo ao invés de adquirir títulos de bancos ou financeiras. Isso é bem interessante pois o risco desse investimento quase não existe, já que o governo garante o seu pagamento. Esse também é um investimento de fácil acesso, com apenas 30 reais já é possível fazer aplicações.

Neste artigo, você aprenderá tudo que precisa para fazer o investimento em Títulos Públicos e também como pode turbinar seus investimentos através deles.

O que são Títulos Públicos?

o-que-sao-titulos-publicos

Títulos públicos são títulos emitidos pelo Governo com objetivo de financiar o seu déficit orçamentário e também refinanciar a dívida pública. Os títulos são emitidos pelo governo Federal e são ativos de alta liquidez lançados no mercado através do Tesouro Direto. Algumas características desses títulos

  • não têm carência (período exigido para manter um investimento)
  • podem ter remuneração semestral ou apenas no final da operação
  • rentabilidade: prefixada, pós-fixada ou híbrida

Como investir em títulos públicos?

É muito simples investir nestes títulos. O primeiro passo é abrir conta em uma instituição financeira (corretora) habilitada em operações de Títulos do Tesouro. Ela é que irá intermediar as suas transações pela internet ou através do sistema do Tesouro Direto.

Não é preciso comprar um título inteiro, é possível adquirir frações do título desde que está fração respeite o valor mínimo para compra de R$ 30,00, onde a quantidade mínima é a fração de 0,01 (1% do valor de um título).

Após abrir a conta basta solicitar que sua corretora faça o cadastramento para que você possa operar com o Tesouro Direto. Feito este procedimento você receberá uma senha provisória da BM&FBovespa para o primeiro acesso à área onde são realizadas as operações de compra e venda, e também consultas a saldos e extratos das suas operações. Troque a senha provisória que recebeu por uma nova e pronto, você estará apto para começar a investir em Títulos do Tesouro.

Títulos Públicos: Qual comprar?

Agora que você já sabe como ter acesso a compra e venda dos títulos, é preciso analisar quais títulos estão adequados ao seu perfil. Os tipos de títulos públicos negociados são:

1) LTN - Letra do Tesouro Nacional

Aplicando neste título é possível já saber a rentabilidade exata que irá receber desde o dia da compra, se o mantiver até a data de vencimento. Por isso este título também é conhecido como Tesouro Prefixado.

2) LFT - Letra Financeira do Tesouro

Este tem característica pós-fixada e é recomendado para o investidor que não sabe exatamente quando precisará resgatar seu investimento. É também para quem acredita que a taxa Selic (taxa básica de juros da economia) irá subir, já que a rentabilidade desse título é indexada a ela. O Título também é conhecido como Tesouro Selic.

3) NTN-B - Nota do Tesouro Nacional B

Este título tem característica híbrida porque ele é composto por dois indexadores, um deles sendo a variação do IPCA (Inflação) e outro uma taxa de juros prefixada no momento da compra. Esta união proporciona que a rentabilidade real do título seja sempre superior a inflação. Este título também é conhecido como Tesouro IPCA.

O investimento ideal pode variar para cada investidor, pois cada um tem objetivos, recursos e prazos diferentes para fazer suas aplicações. Para encontrar a melhor aplicação então é preciso avaliar primeiro o seu perfil.

Quais são os tributos para Títulos Públicos?

Os impostos cobrados para operações realizadas com Títulos do Tesouro Direto são os mesmos que incidem sobre as operações de renda fixa como em um CDB ou uma Letra de Câmbio. São cobrados IOF (imposto sobre operações financeiras) regressivo para aplicações com prazo inferior a 30 dias e Imposto de Renda regressivo conforme a tabela abaixo:

Período Alíquota (sobre o lucro)
Até 180 dias 22,5%
de 181 a 360 dias 20%
de 361 a 720 dias 17,5%
acima de 720 dias 15%

Uma informação que vale destacar sobre tributos é que o Imposto de Renda também incide nos pagamentos semestrais dos títulos. Sendo assim, para quem planeja reinvestir os valores recebidos a cada seis meses é mais interessante aplicar diretamente em um papel que não paga juros semestrais, pois o valor montante terá incidência de apenas uma alíquota do IR.

O que são títulos públicos turbinados?

o-que-sao-titulos-publicos-turbinados

Como mostrado neste artigo aplicar em Títulos Públicos além de ser fácil, seguro e não precisar muito dinheiro ainda pode proporcionar mais um beneficio, que é a possibilidade de turbinar os seus investimentos.

Esses títulos podem ser utilizados como garantia para investir na bolsa de valores, fazendo operações de day trade de ações ou contratos futuros. Assim, além da rentabilidade que o título público proporciona você também pode aumentar o seu patrimônio operando na bolsa e potencializando os seus investimentos. Além de fazer um mecanismo de proteção onde você teria parte de seus investimentos praticamente sem risco.

Veja exemplos de como turbinar seus investimentos

Se no mês de setembro de 2015 você estivesse com três Letras Financeiras do Tesouro (LFT) em sua carteira de renda fixa, com preço de aproximadamente R$7.200,00 cada uma, totalizando o patrimônio em 21.600 reais, você poderia utilizar esta quantia para operar alavancado em até 6x em ações, movimentando um volume de quase 130 mil reais.

Entrando com este capital na recomendação de compra em day trade do Toro Radar na ação do Itaú (ITSA4), que valia R$7,00, em lotes normais de 100 ações seria possível comprar 18.500 ações. Esta operação foi encerrada com a ação valendo R$7,07 tendo um ganho com a venda de 07 centavos por ação. Sendo assim o resultado seria de R$1295,00 em 40 minutos, ou seja obtendo, 6% do valor disponível em Títulos do Tesouro como resultado em uma única operação. É claro que esta operação também traz riscos e por isso é indicada para aqueles investidores que buscam correr mais riscos em troca de buscar retornos muito superiores.

itsa4

Agora veja como seria em uma operação com contatos futuros:

No dia 23 de setembro tivemos uma recomendação de compra no contato futuro de dólar (WDOX). Naquele momento a cotação do contrato era R$4.113,50, com o patrimônio disponível em Títulos Públicos então seria possível comprar 17 contratos de dólar que correspondiam a um volume de quase 700 mil reais, alavancando 32 vezes o patrimônio disponível em Títulos do Tesouro. No encerramento da recomendação de compra a cotação do contrato de dólar era R$4.140,00, então o lucro desta operação que durou apenas 14 minutos foi de R$4.505,00. Mais uma vez, lembramos que ao lado do alto potencial de ganho esta é uma operação que também traz riscos então deve ser dosada conforme o perfil de cada investidor.

dolfut

Agora ficou claro como investir nos Títulos do Tesouro lhe permite turbinar suas aplicações diversificando a sua carteira de investimentos em ativos de renda fixa e renda variável?

Se ainda ficaram dúvidas de como investir em títulos públicos e de como turbinar os seus investimentos, deixe o seu comentário abaixo que nossa equipe de análise irá respondê-lo.

New Call-to-action

E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action