Aprenda tudo sobre o mercado de ações

 

Análise Fundamentalista de Ações: Uma introdução à Demonstração Financeira

 

As demonstrações financeiras com sua enorme quantidade de números podem parecer complexas e intimidadoras para muitos investidores. Por outro lado, se você sabe como analisá-­las, as demonstrações financeiras são uma mina de ouro de informações.

As demonstrações financeiras são o meio de divulgação das informações de desempenho econômicos das empresas. Os analistas fundamentalistas usam a informação quantitativa fornecida pelas demonstrações financeiras para tomar decisões de investimento.

Antes de falar das especificidades das três mais importantes demonstrações financeiras:

  • Demonstração de resultados financeiros;
  • Balanços;
  • Demonstrações de fluxo de caixa.

Vamos apresentar brevemente a função específica de cada uma e também onde elas podem ser encontradas.

As principais demonstrações financeiras

O Balanço Patrimonial

O Balanço Patrimonial representa o registro de ativos, passivos e patrimônio líquido de uma empresa em um determinado momento. É chamado de balanço porque ele mostra os saldos financeiros de uma empresa da seguinte forma:

Ativos = (Passivos + Patrimônio Líquido) / Ações

Ativos representam os recursos que a empresa possui ou controla em um determinado momento.

Isso inclui itens tais como dinheiro, inventário, máquinas e edifícios. O outro lado da equação representa o valor total de financiamento que a empresa tem usado para adquirir esses ativos.

Financiamentos se originam de passivos ou de capital próprio. Passivos representam dívidas (que, naturalmente, devem ser pagas de volta), enquanto ações representam o valor total de dinheiro que os proprietários contribuem para o negócio­ incluindo os lucros retidos, que são os lucros obtidos em períodos anteriores.

A Demonstração de Resultados Financeiros

Enquanto o balanço tem uma abordagem momentânea quando examina o negócio, a demonstração de resultados mede o desempenho de uma empresa ao longo de um determinado período de tempo. Tecnicamente, você poderia ter um balanço de um mês ou até um dia, mas você só vai ver balanços de empresas de capital aberto num relatório trimestral e anual.

A demonstração de resultados apresenta informações sobre receitas, despesas e lucro que foi gerada como resultado das operações de negócios num dado período.

Demonstração de Fluxo de Caixa

A demonstração de fluxo de caixa representa um registro de "entradas e saídas” de caixa ao longo de um período de tempo. Normalmente, uma demonstração de fluxo de caixa se concentra nas seguintes atividades relacionadas ao dinheiro:

  • Fluxo de Caixa Operacional (FCO): Caixa gerado pelas operações do dia a dia;
  • Fluxo de Caixa de Investimentos (TPI): Dinheiro usado para investir em ativos, bem como as receitas provenientes da venda de outras empresas, equipamentos ou realizável a longo prazo;
  • Fluxo de Caixa de financiamento (CFF): Dinheiro pagado ou recebido da emissão e captação de recursos.

As demonstrações de fluxos de caixa são importante porque é muito difícil para uma empresa manipular sua situação de caixa. Há relatos de contadores inescrupulosos que já manipularam os lucros, mas é difícil falsificar dinheiro no banco. Por esta razão, alguns investidores utilizar o fluxo de caixa como uma medida mais conservadora do desempenho de uma empresa.

Relatório Anual e Relatório Trimestral

Agora que você tem uma compreensão sobre o que as três demonstrações financeiras representam, vamos discutir onde o investidor as encontra. No Brasil, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) exige que todas as empresas que são negociadas em bolsa de valores submetam relatórios periódicos detalhando suas atividades financeiras, incluindo as demonstrações financeiras referidas acima.

Outras informações exigidas são o relatório de auditoria, análise da gestão (MD&A) e de descrição relativamente detalhada das operações e perspectivas para o próximo ano da empresa.

Todas estas informações podem ser encontradas nos relatórios anuais e trimestrais. Eles são liberados pela administração das empresas e podem ser encontrados na internet ou em forma física.

O relatório anual é uma apresentação que divulga o desempenho empresarial ao longo do ano fiscal. Além de encontrar as demonstrações financeiras mais recentes, os investidores também tem acesso as medidas financeiras históricas do negócio, juntamente com conteúdos detalhando as operações do negócio. Isso inclui uma grande quantidade de dados, como o número de funcionários, biografias da alta administração, os riscos, os planos futuros de crescimento, etc.

As empresas também liberaram um relatório anual para leigos e que é mais um instrumento de marketing do que de informação. Ele irá incluir a maior parte da mesma informação, mas não todas que você pode encontrar no relatório anual. Este é muito chato,­ é apenas páginas e páginas de números, texto e vernáculos jurídicos. Mas só porque ele é chato, não significa que não é útil, pois há um monte de boas informações nele e é leitura obrigatória para qualquer investidor sério.

Você pode pensar o relatório trimestral como uma versão menor do anual, já que ele informa o desempenho da empresa a cada trimestre fiscal. Assim, a cada ano, três relatórios trimestrais são liberados ­um para cada um dos três primeiros trimestres.

(Nota: Não existe relatório trimestral para o quarto trimestre, porque o relatório anual é liberado durante esse tempo). Mas fique atento, pois ao contrário dos relatórios anuais, os relatórios trimestrais não são obrigados a serem auditados.

 

New Call-to-action
New Call-to-action

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action