<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=690458111055947&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Aprenda tudo sobre o mercado de ações

 

Veja agora as 3 maneiras de ganhar dinheiro investindo em ações

Existem apenas três maneiras de ganhar dinheiro como um investidor. Renoir disse uma vez: "Nada é tão desconcertante quanto a simplicidade." Ele estava correto!

Os investidores demonstram isso todos os dias, comportando-se irracionalmente quando se trata de gerir as suas carteiras. Eles tentam ser mais espertos que seus vizinhos, quando o que eles deviam fazer é se concentrar na compra de ativos de alta qualidade, estruturando suas aquisições de forma ótima em termos tributários e, assim, ficando cada vez mais ricos a cada ano que passa.

Vamos gastar um momento para ilustrar o quão simples é o processo de investir em ações. O valor futuro de uma ação deve ser igual à soma de três componentes:

  • A rentabilidade inicial dos dividendos sobre o custo de aquisição da ação
  • O crescimento do valor intrínseco por ação (para a maioria das empresas isso equivale ao crescimento do lucro por ação)
  • A mudança na avaliação, baseada no lucro da empresa ou outros ativos, muitas vezes medida pela relação preço/lucro

Isso é tudo! Essas são as três únicas maneiras que alguém que investe em ações pode se beneficiar economicamente:

  • O investidor pode receber dividendos em dinheiro;
  • Ele pode participar do crescimento proporcional dos lucros subjacentes por ação;
  • e também pode receber mais ou menos para cada $1,00 de lucro que uma empresa gera, com base no nível geral de pânico (medo) ou otimismo (confiança) na economia, que, por sua vez, impulsiona a multiplicação da valorização da empresa

Para algumas empresas, como AT&T, o primeiro componente (rendimento de dividendos) é substancial. Para outros, como a Microsoft, para os primeiros 20 anos, todo o retorno não vem só do segundo componente (crescimento em valor intrínseco por ação), como também a gigante do software chegou a dezenas de bilhões de dólares em lucro anual.

Em todas as vezes, o terceiro componente, o múltiplo de valorização, é flutuante, mas foi em média de 14,5 vezes dos ganhos nos últimos 200 anos ou mais nos Estados Unidos. Ou seja, o mercado tem sido, historicamente, disposto a pagar R$ 14,50 para cada $ 1,00 no lucro líquido que uma empresa gera.

Usando essas três diretrizes é possível projetar os futuros retornos de seus investimentos no mercado de ações.

Imagine que você quer investir em um quiosque de limonada que tem apenas uma ação em circulação. O proprietário do quiosque de limonada se oferece para vender-lhe esta ação. O seu dividendo inicial é de 4%. O negócio cresce a 10% ao ano. Você segura a ação por 25 anos e expande a empresa antes de vendê-la.

O preço histórico das taxas de remuneração para o mercado de ações é 14,10. Hoje, o S&P 500 está avaliado em um P/L de 14,07.

Aos preços correntes, há evidências consideráveis de que um investidor que compra e conserva seu dinheiro em um fundo de índice de baixo custo, como o S&P 500, para os próximos 25 anos ou mais e reinveste todos os seus dividendos tem uma boa probabilidade de ganhar o histórico real (inflação ajustada) com uma taxa de retorno sobre o capital de 7% composta anualmente.

Em termos de poder de compra, isso iria transformar cada 10.000 dólares investidos em 54.274 dólares antes de impostos, o que não seria pago, por exemplo, se você mantivesse seus investimentos numa conta com vantagens fiscais, como um PGBL ou VGBL.

Durante os próximos 50 anos, os mesmos $ 10.000 de investimento poderiam crescer em 294.570 dólares em termos reais ajustados à inflação. Isso é como um homem ou mulher de 30 anos de idade guardando dinheiro até que tenha a idade de Warren Buffett.

Dito de outra forma, se você é um investidor de 30 anos e você colocar $ 100.000 em um fundo de índice S&P 500 através de uma conta com vantagens fiscais, você tem uma boa chance de ter um poder de compra equivalente a $ 3.000.000, no momento em que você tiver a idade de Warren Buffett, sem nunca poupar um centavo.

Esta é a abordagem racional que você deve usar para investir seu dinheiro!

Olhar racionalmente para os seus investimentos em ações é a única forma inteligente de gerir a sua riqueza. Sempre que você está pensando em adquirir a propriedade em um negócio - o que você faz quando compra uma ação em uma empresa - você deve anotar todos os três componentes num pedaço de papel, junto com suas projeções para cada um deles.

Por exemplo, se você está pensando em comprar ações da empresa ABC, você escreve no papel: "Meu retorno inicial de dividendos é de 3,5%; eu projeto o futuro crescimento no lucro por ação de 7% ao ano e eu acho que o múltiplo de valorização será de 25 vezes caso o lucro que a ação goza atualmente permanecer."

Ao ver isso no papel, se você fosse experiente, você perceberia que há uma falha. O múltiplo de 25 vezes para a ação crescendo a 7% ao ano no mundo de hoje é muito alto. A ação está sobre-valorizada. A taxa de crescimento tem de ser mais elevada, ou o múltiplo de avaliação tem de diminuir.

Ao enfrentar seus pressupostos de frente, e justificá-los no início, você pode se proteger melhor contra otimismo injustificado, que tantas vezes resulta em perdas no mercado de ações para o investidor novato.

Múltiplos de avaliação, ou os ganhos de rendimentos inversos, devem ser sempre comparados com a chamada taxa "livre de risco", que tem sido considerada o rendimento dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos.

E-book - Guia de Sucesso na Bolsa de Valores
New Call-to-action

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action