<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=690458111055947&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Aprenda tudo sobre o mercado de ações

 

Conheça o Stop Loss! Veja como ele pode salvar seus investimentos

stop-loss

Entenda o que são essas ordens, como funcionam e como usá-las para se proteger de grandes perdas

No mercado de ações, nem sempre a situação caminha como o nosso esperado. Muitas vezes uma ação que acreditamos que nos dará lucro pode mudar de rumos e começar a cair. Nesses momentos é preciso ter calma e saber como reagir às adversidades.

A ordem Stop Loss é o seu plano B, o seu poder de reação quando o mercado evolui ao contrário do que você esperava. Ele irá limitar suas perdas e impedir que o seu prejuízo continue aumentando indefinidamente.

Imagine que você comprou ações de uma empresa, acreditando em sua alta, e de repente uma reviravolta ocorre no mercado e as ações começam a despencar.

O Stop Loss é uma ordem de venda disparada automaticamente quando suas ações atingem o limite de perda que você deixou programado. E então, mesmo que você não veja o momento em que isso ocorre, suas ações são vendidas, interrompendo seu prejuízo e impedindo que ele se torne muito maior.

Este é um mecanismo de proteção indispensável para os seus investimentos. Saber como investir na bolsa de valores de forma segura e correta é, antes de mais nada, estabelecer limites e saber quanto você está disposto a perder, seja para investimentos de longo prazo, curto prazo ou Day Trade.


Quer aprender a investir da forma correta? Veja um guia completo!
Como investir na Bolsa de Valores


A ordem de limite não impede que você tenha perdas, mas é o que faz com que você tenha domínio sobre a situação, ao invés de apenas deixar que as ondas do mercado te guiem.

Ou seja, o objetivo de colocar uma ordem de limite de perda é óbvio: Desfazer-se da ação antes que ela caia ainda mais.


Como funciona o Limite de Perda

O significado de Stop Loss é “parar a perda”, e ele funciona da seguinte forma: Quando você lança uma ordem de compra no Home Broker da sua corretora, você pode deixar programado o máximo de perda que está disposto a sofrer. Assim, se a ação atinge esse preço, o seu limite de perda se torna uma ordem de mercado, o que significa que sua ação será vendida imediatamente pelo melhor preço de mercado.

Por exemplo:

Vamos supor que você decida comprar ações PETR4 (Petrobras) na cotação de R$11,85, acreditando que elas irão subir e te proporcionar um bom lucro. Porém o cenário não evolui como você esperava e as ações começam a cair, chegando a um patamar de R$11,49, com 3% de prejuízo em poucas horas.

Seria um grande prejuízo caso você não tivesse limitado que só estaria disposto a perder 1%, colocando seu limite de perda em R$11,73.

Como você se protegeu antecipadamente, quando as ações começaram a cair e chegaram próximo ao limite de R$11,73, a sua corretora lançou uma ordem para vendê-las. Assim, você teve um prejuízo menor do que investidores desavisados, que permaneceram posicionados por acreditarem que a ação voltaria a subir ou porque não estavam atentos ao mercado naquele momento.

Para entender essa situação hipotética em números, se você tivesse investido R$10.000 em ações da Petrobras, você teria limitado seu prejuízo em R$100,00 ao invés de perder R$300,00.

Seria um grande alívio, não acha?

risco-retorno

Risco x Retorno - O stop loss seguro

Agora que você entendeu a importância desse tipo de ordem, você provavelmente irá se perguntar: Então, qual é o limite de perda seguro e ideal?

Muitos investidores discutem sobre uma regra ou um percentual adequado para essa estratégia de proteção, porém não existe um consenso. A verdade é que o ponto ideal de limitar a perda é subjetivo e variável, dependendo de cada ação e das oscilações que ela vem tendo, assim como da sua tolerância ao risco também.

Podemos então citar 2 principais pontos de referência para estabelecer seu limite de perda:

  1. Uma relação de Risco x Retorno compatível;
  2. Acompanhamento da Análise técnica de ações.

No mercado de ações, assim como nos outros investimentos, normalmente risco e retorno são proporcionais. Se você não está disposto a correr riscos, provavelmente você terá que se conformar com menores resultados ou até mesmo ficar no zero a zero. Agora, se você tem uma relação de risco e retorno mais equilibrada, você provavelmente estará mais próximo de alcançar seus objetivos.

Já a análise técnica de ações é a sua melhor aliada para entender as oscilações do mercado e as possíveis tendências futuras. É muito importante que seu limite de perda esteja então de acordo com os padrões de como aquela ação geralmente se comporta, e é a análise técnica que irá lhe entregar essa resposta.

Quer aprender como funciona a Análise Técnica de ações?
Baixe nosso ebook gratuito.

Ebook Análise Técnica de Ações - download

Eu sei que pode parecer complicado, mas não se preocupe! Você não precisa tomar todas essas decisões sozinho. No Toro Radar recomendamos aos nossos clientes as melhores oportunidades da bolsa em tempo real, indicando o momento de comprar e de vender cada ação. E quando enviamos uma recomendação de compra, já sugerimos pra você em que ponto posicionar seu limite de perda.

Veja por exemplo esta recomendação das ações CSNA3, da Companhia Siderúrgica Nacional - CSN.

csna3-21-07-2016

  • Preço de compra é o valor atual da ação, o qual acreditamos ser uma boa oportunidade de compra.
  • Preço máximo quer dizer que não se deve comprar caso a ação já tenha passado deste ponto.
  • Objetivo é qual o lucro pretendido nesta operação.
  • E Stop Loss, o limite de perda recomendado.

Quer aprender a posicionar seu Limite de Perda e Objetivo da forma correta? Assista a um curso completo no mercado de ações gratuitamente. Cadastre-se agora!

Aprenda a investir na Bolsa de Valores

Como configurar sua ordem

Ao cadastrar sua ordem no Home broker, você provavelmente irá se deparar com dois campos:

  • Preço de Disparo
  • Preço de Limite

Pense comigo: Vamos supor que como no exemplo anterior - das ações CSNA3 - a sua intenção era posicionar o limite de perda em R$10,51. Caso o pior cenário ocorra e as ações atinjam este valor, sua ordem de venda será enviada, mas por qual valor você irá realmente conseguir vender suas ações?

É por isso que você precisa então estipular um preço para disparar a ordem e um preço limite para que ela seja vendida, afinal o mercado oscila muito rapidamente e até que sua ordem seja executada este preço já pode ter mudado.

O que você pode fazer então é colocar o seu preço de Disparo em R$10,54 e o seu preço de limite em R$10,51, centavos de diferença.

Ou seja:

  • O Preço de Disparo é o valor que, se a ação alcançar, irá disparar sua ordem de venda.
  • O Preço Limite é até que valor você está disposto a vender, que é o valor da sua ordem de fato.

Então não necessariamente sua ação será vendida por R$10,51, mas no melhor preço disponível à partir de R$10,54.

Ordens saltadas

Essa possibilidade de configurar um preço para o disparo e outro para o limite de perda é muito importante para evitar que sua ordem seja saltada, ou seja, para que não haja um “Furo de stop”.

Como falamos anteriormente, o que acontece é que os movimentos do mercado são muito rápidos, e quando sua ordem for lançada pode ser que o valor já tenha mudado e você não consiga vender as ações no preço estipulado.

Caso você só tenha o preço de venda e sua ordem seja saltada, ela fica em aberto no Book de Ofertas, “aguardando”. E então ela só será executada caso os preços retornem àquele patamar.

Uma outra forma da sua ordem ser saltada é quando a queda da ação é tão brusca que é como se o preço nem tivesse passado por aquele limite. E então pode ser que ele pule tanto o preço de disparo quanto o preço limite. Isso é muito comum quando há o chamado “gap” entre o preço de fechamento do dia anterior e o preço de abertura do dia.

Neste momento é importante ter jogo de cintura, reavaliar a estratégia e contar com a ajuda de profissionais qualificados.

Quer saber ainda mais sobre mecanismos de proteção para investir na bolsa?
Veja nosso artigo - Manejo de Risco

Vale lembrar que lançar uma ordem de limite de perda não tem nenhum custo adicional. Como a ordem só será utilizada para encerrar a operação em caso de perda, ela funcionará como uma ordem de encerramento normal.

Ou seja, como em qualquer outra operação, você terá apenas duas ordens efetivas: uma ordem de compra e uma de venda.

Stop Gain e Start

stop-gain-start

Imagino que neste ponto você já entendeu exatamente como funciona o Limite de Perda e sua imensa importância como mecanismo de proteção. Agora, vamos entender outros dois tipos de ordem que você pode precisar.

  • Stop Gain

O Stop gain é o inverso do Loss, e funciona para garantir seus lucros ao invés de correr o risco da ação, que estava subindo, começar a cair antes que você venda.

Ou seja, se você comprou ações a R$10,00 esperando ganhar R$0,10 por ação, você posiciona o seu Stop gain em R$10,10. Caso a ação alcance esse valor, sua ordem é disparada e sua ação é vendida automaticamente.

Neste ponto você pode me perguntar: mas pra quê limitar meus ganhos?

Simples. Nenhuma ação cai ou sobe pra sempre. Imagine então que a ação que você comprou suba ao patamar de R$10,10 e logo depois comece a cair, encerrando o dia em R$9,90.

Por isso, muita vezes é melhor colocar o lucro no bolso ao invés de correr mais riscos. E é pra isso que esta ordem serve.

  • Start

Você sabia que além de comprar ações para lucrar com sua valorização também é possível fazer o contrário e lucrar com sua queda? É isso mesmo! Se você acredita que uma ação irá cair, você também pode usar isso a seu favor e obter lucros com o que chamamos de Short Selling, ou Operação de Venda.


Neste caso é como se você pegasse uma ação emprestada, vendesse ela e depois comprasse mais barato para devolvê-la ao dono. E então você torce para que o preço da ação caia para que você compre mais barato.

Sendo assim, o Stop Loss não funcionaria, certo? Afinal, o seu objetivo é comprar quando o preço cair e não vender.

Por isso existe o Start, também conhecido como Stop de Compra. Ele funciona da mesma forma, porém para uma operação de venda. Ou seja, quando o preço atingir o seu limite, você enviará uma ordem de compra no mercado ao invés de uma de venda, evitando que você tenha que comprar a ação por um preço muito mais alto do que você vendeu.

Imagine que você acreditava que as ações VALE5, da mineradora Vale, iriam cair após a divulgação do balanço da empresa. Você então decide vender ações a um preço de R$14,00, visando um lucro de R$0,10 quando as ações caíssem a R$13,90.

Porém a companhia divulga um balanço positivo e as ações começam a subir, atingindo um valor de R$14,20. Caso você quisesse limitar sua perda em 0,5%, você teria que configurar um Start com Preço de Disparo próximo a R$14,04 e um Preço Limite de R$14,07.

ordem-limite-de-perda

Resumo - Pontos importantes

Eu sei que são muitos detalhes, mas agora você tem todas as informações a respeito de como se proteger com essas ordens, e não se preocupe, pois nós continuaremos te ajudando.

Vamos então recapitular alguns pontos importantes:

  1. O Stop Loss serve para limitar as suas perdas, impedindo que você perca muito mais do que está disposto.

  2. O Stop Gain serve para garantir o lucro que você já obteve, evitando que você termine no zero a zero ou com prejuízos, caso a ação volte a cair após o lucro.

  3. O Start é o limite de perda das operações de venda.

  4. Sua ordem será enviada quando a ação atingir o Preço de Disparo.

  5. Preço Limite é o valor limite que você está disposto a comprar/vender a ação, o valor da sua ordem.

  6. Se você pretende ficar sem contato com o mercado, por exemplo em férias, colocar ordens de limite de perda é a forma de se proteger contra um desastre inesperado.

  7. Essas ordens não evitam perdas, apenas tentam te prevenir estabelecendo um limite. Quando uma catástrofe atinge uma ação, ela pode cair tão rápido que o melhor é ter esperança de ter encerrado perto do limite de perda.

Conclusão

Ordens como estas são grandes apólices de seguro que não custam nada e podem salvar uma fortuna. A menos que você pretenda manter uma ação para sempre, você deve considerar usá-las para se proteger.

E como falamos, nossa intenção no Toro Radar é continuar te ajudando. Se cadastrando em nossa plataforma você pode:

  • Continuar seu aprendizado com um curso completo, desde o nível mais básico até o nível mais avançado;

  • Acessar nossas análises, gráficos e cotações;

  • Tirar dúvidas com os melhores analistas em um chat ao vivo durante todo o pregão;

  • Receber recomendações em tempo real das melhores oportunidades do mercado;

  • E realizar suas operações na nossa plataforma mesmo, caso a sua corretora seja integrada com o nosso Home Broker.

E o melhor de tudo: se cadastrando agora você irá ganhar 15 dias gratuitos para testar nossa plataforma com todas essas ferramentas ativas.

Faça seu cadastro gratuito!

consultoria-acesse-agora

E-book - Guia de Sucesso na Bolsa de Valores
New Call-to-action

Cursos GRATUITOS sobre investimentos:

New Call-to-action