Investidores inteligentes investem com Toro Radar.
Navegue pelos capítulos
Pagamento Dividendos

Dividendos - Como investir e receber lucros de grandes empresas

Entenda o que são dividendos e como eles são distribuídos

  • 9 capítulos

Curso Grátis: O melhor investimento para 2017

Acesse grátis o curso completo de como investir na Bolsa e descubra o segredo dos investidores de sucesso. Vagas limitadas!

Um dividendo é uma distribuição de parcela de lucros de uma empresa a um grupo de acionistas. Os dividendos podem ser distribuídos de diversas formas diferentes, podendo ser na forma de dinheiro, de ações e também de propriedade, o que é mais raro.

Acionistas recebem dividendos | Dividendos são parcelas de lucros de um empresa que são distribuídos aos seus acionistas como remuneração.

A maioria das empresas estáveis oferecem dividendos aos acionistas como forma de remuneração. Muitas vezes os preços das ações dessas empresas seguras não muda muito e assim os dividendos são distribuídos para atrair, recompensar e reter investidores.

Para os investidores, investir em ações que pagam bons dividendos pode ser um método eficaz de gerar riqueza a longo prazo, e este é apenas um dos motivos que fazem do mercado de ações um investimento fantástico.

Aprenda a investir em ações na Bolsa

Assista ao curso completo

Neste artigo você descobrirá o que são e entenderá os conceitos básicos envolvidos ao investir em uma carteira de dividendos, como seus termos básicos, o poder dos juros compostos e histórico de dividendos das principais ações da Bovespa.

Capítulo 1

Introdução aos Dividendos: Termos básicos deste investimento

1) Dividendo em Dinheiro

São os pagamentos realizados em dinheiro por ação, cotados em reais ou em uma porcentagem. Os dividendos são normalmente pagos com o lucro atual ou acumulado da empresa.

2) Data de Registro

Essa é a data que a empresa usa para determinar quem são os acionistas ou "detentores do registro de ações."

3) Data de Declaração

É a data em que o Conselho de Administração anuncia a distribuição dos próximos dividendos.

4) Dividendo

Dividendo é a distribuição de uma parte dos lucros de uma empresa aos acionistas elegíveis. Dividendos podem ser pagos na forma de dinheiro, ações ou direitos de propriedades.

5) Índice de Cobertura de Dividendos

É a relação entre os lucros de uma empresa e os dividendos a pagar aos acionistas. Esta relação ajuda os investidores a medir se os lucros da empresa são suficientes para cumprir a sua obrigação de pagar dividendos. O índice é calculado dividindo-se o lucro por ação pelo dividendo por ação.

6) Planos de Reinvestimento dos Dividendos (PRD)

Este é um plano oferecido por algumas empresas, que permite reinvestir automaticamente os dividendos com a compra de ações adicionais na data do pagamento dos lucros.

7) Dividend Yield

O Dividend Yeld é um índice financeiro que ilustra o quanto uma empresa paga em dividendos em relação ao preço de suas ações a cada ano. Ele é calculado dividindo-se o dividendo anual por ação pelo preço atual da ação.

8) Data Ex-Dividendo

Esta é a data a partir da qual a ação é negociada sem um dividendo previamente declarado.

9) Dividendo One-time

É um dividendo pago de forma especial, além dos dividendos regulares.

10) Data de Pagamento

Data de pagamento é a data em que um dividendo está programado para ser pago.

11) Acionista

O acionista é qualquer pessoa, empresa ou instituição que possui pelo menos uma ação de uma empresa.

12) Dividendo em Ações

São os dividendos pagos na forma de ações adicionais ao invés de dinheiro.

Ebook Como Começar a Investir em Ações

Ebook Grátis: Como começar a Investir em Ações

Baixe agora e aprenda a ganhar dinheiro investindo na Bolsa

Capítulo 2

Como são calculados os Dividendos

Empresas que têm lucro podem destinar este capital basicamente de 3 formas:

• Reinvestir os lucros através de expansão, redução da dívida e/ou recompra de ações;

• Pagar uma parte dos lucros para os acionistas;

• Reinvestir e pagar o lucro para os acionistas.

Quando uma empresa opta por distribuir parte dos seus lucros aos acionistas, ela faz isso através do pagamento de dividendos. Um dividendo pode ser um pagamento trimestral ou anual feito aos acionistas elegíveis, representando uma parte dos lucros da empresa.

Dividendos - Empresas distribuem parte dos lucros aos acionistas | Os acionistas de uma empresa recebem dividendos quando a companhia decide distribuir parte dos seus lucros.

Nem todas as empresas pagam dividendos, mas aquelas que o fazem podem aumentar, diminuir ou eliminar o seu pagamento futuro, dependendo do desempenho do negócio. Por isso é importante avaliar quais os melhores investimentos, além da distribuição de lucros.

Por exemplo, uma empresa pode reduzir seus dividendos para ter dinheiro para adquirir outra empresa. No entanto, a maioria delas tenta manter ou aumentar os dividendos para manter os acionistas contentes e evitar publicidade negativa.

Os dividendos normalmente são calculados como um valor por ação, significando que cada acionista recebe baseado no número de ações que possui.

Por exemplo: Se você possui 100 ações da Vale e ela decide pagar um dividendo anual de R$5 por ação, o seu dividendo será de R$500 (100 ações x R$5 por ação).

Veja o histórico completo de dividendos da VALE5!

Os dividendos também podem ser calculados em termos de uma porcentagem do preço atual da ação.

Por exemplo, a empresa pode anunciar um dividendo de 2,5%. Sendo assim, o dividendo seria igual a 2,5% do preço atual da ação. Os dividendos então serão esse número multiplicado pelo número de ações detidas atualmente pelo acionista.

Por exemplo: Suponha que a ação da Ambev está sendo negociada atualmente por R$50 cada uma e que a empresa oferece um dividendo de 5%. O dividendo então seria de R$2,50 por ação (0,05 dividendo x R$50).

Veja o histórico completo de dividendos da ABEV3!

Outra forma de calcular os lucros é calculando o Dividend yield. Dividend Yeld é o dividendo anual esperado de uma ação dividido pelo seu preço atual. Calcula-se da seguinte forma:

Calculo Dividend yield Figura 1: Como calcular o dividend yield de uma ação.

Por exemplo: Suponha que as ações do Banco do Brasil (BBAS3) são negociadas por R$50 e a empresa oferece um dividendo anual de R$5 por ação. O dividend yield seria de 10% (R$5 de dividendo ÷ R$50 o preço da ação).

Note que se a ação BBAS3 estivesse negociada a um preço mais elevado, digamos a R$100, o DY cairia (R$5 ÷ R$100 = 5% de dividend yield).

Por outro lado, se a ação fosse negociada a um preço mais baixo, como R$25, o dividend yield aumentaria (R$5 ÷ R$25 = 20% de DY).

Ressaltando que estes números são apenas ilustrativos, um dividend yield de 20% seria incomum e motivo de pesquisas futuras.

Veja o histórico completo de dividendos da BBAS3!

É fácil se tornar apaixonado por empresas que pagam altos dividendos, no entanto, tenha em mente que estes números impressionantes podem não representar um investimento seguro.

DY elevados são, frequentemente, indicadores de baixas perspectivas de crescimento. Um DY muito elevado pode ser um alerta de que a empresa está enfrentando dificuldades financeiras e que o mercado espera que isso seja acompanhado por cortes nos dividendos futuros.

Por outro lado, ações com um baixo DY muitas vezes indicam uma expectativa de maior crescimento.

Saiba como escolher as melhores ações

Assista o curso completo da Bolsa de Valores

Capítulo 3

Dividendos, Dividendos em Ações e Dividendos One-Time

Como falamos anteriormente, os lucros podem ser distribuídos de diversas formas. Vamos agora falar melhor sobre elas.

Dividendos em dinheiro é o que normalmente pensamos quando nos referimos a esta distribuição de lucros. Esses são pagamentos distribuídos por ação, cotado em reais (como R$5 por ação) ou como uma porcentagem do valor atual de mercado (por exemplo, um dividendo de 2,5%). Normalmente são pagos com o lucro atual ou acumulado da empresa, e muitas vezes os investidores são capazes de reinvestir os dividendos para comprar ações adicionais.

• Os Dividendos em ações são pagos na forma de ações adicionais em vez de dinheiro. O número de ações adicionais que você recebe depende do número de ações que você possui atualmente.

Por exemplo: A Petrobras pode emitir dividendos em ações iguais a 5 ações para cada 100 detidas pelo acionista. Se você tivesse 500 ações PETR4, você receberia então 25 papéis como remuneração.

O preço das ações provavelmente vai reagir à distribuição de dividendos de forma que o valor após a distribuição continue o mesmo.

Portanto, os dividendos por ação aumentam o número de ações que cada acionista possui, mas não têm necessariamente um efeito imediato sobre o valor total das ações de cada acionista.

Veja o histórico completo de dividendos da PETR4!

• A empresa também pode pagar um Dividendo especial de uma só vez, além de seus dividendos regulares. Ela pode fazer isso por uma variedade de razões, como um aumento repentino de caixa resultante da venda de uma empresa, ou ganhos extraordinários com processos na justiça. Um exemplo ocorreu nos EUA durante o último trimestre de 2012, com o "poço fiscal" aproximando, muitas empresas emitiram dividendos de uma só vez, antecipando as taxas mais altas de tributação presumidas a entrar em vigor a partir 1 de janeiro de 2013.

A Petrobras vai subir ou cair?

Veja um Guia completo da PETR4

Capítulo 4

Datas de Dividendos

Datas da distribuição de dividendos | Se um investidor compra uma ação depois da data Ex-Dividendo, ele não receberá o dividendo. Quem receberá será o investidor de quem ele comprou a ação.

A Diretoria deve declarar todos os dividendos da empresa. Para acompanhá-los então, quatro datas relacionadas a distribuição de dividendos são importantes:

1) Data de Declaração

A data de declaração é o momento em que o dividendo é anunciado pelo Conselho de Administração. A declaração inclui;

• O valor do dividendo;

• A data de registro;

• E a data de pagamento.

Uma vez que o dividendo foi declarado, a empresa tem a responsabilidade legal de pagá-lo.

2) Data de Registro

Uma vez que uma empresa anuncia a distribuição de dividendo, ela define uma data de registro que deve constar na contabilidade da empresa para que você possa receber o dividendo declarado.

Na data do registro, a empresa vai registrar os seus acionistas e vai usar esta data para estabelecer a quem ela irá enviar os relatórios financeiros, procurações e outras informações.

3) Data Ex-Dividendo (ou Ex-data)

Depois que a empresa define a data de registro, a data Ex-Dividendo é definida pela Bolsa de Valores. Se um investidor compra uma ação a partir da data de ex-dividendo, ele não irá receber o dividendo declarado; em vez disso, o vendedor das ações terá direito a esse dividendo. Já os investidores que compram ações antes da data ex-dividendo vão receber os lucros distribuídos.

Por exemplo: Vamos supor que as ações da Oi tiverem recentemente um dividendo em dinheiro com uma data de ex-dividendo em 7 de dezembro.

Se você comprar 100 ações OIBR4 em 7 de dezembro (ou após a data de ex-dividendo), você não vai receber o dividendo. A pessoa de quem você comprou as ações receberá.

Se, entretanto, você compra as ações em 5 de dezembro (ou antes da data ex-dividendo), você terá direito a receber o próximo dividendo.

Veja o histórico completo de dividendos da OIBR4!

A data ex-dividendo é normalmente definida como 2 dias úteis antes da data de registro. O preço de uma ação pode aumentar na quantidade de reais do dividendo na medida que a ex-data se aproxima. Já na data ex-dividendo, a ação pode reduzir de preço no valor em reais do dividendo distribuído.

Observação: Os procedimentos para dividendos não monetários são um pouco diferentes. Por exemplo, se uma empresa paga os dividendos em ações, a data ex-dividendo é definida como o primeiro dia útil após o pagamento dos dividendos.

4) Data de Pagamento

A data de pagamento é a data prevista em que um dividendo declarado será pago. Apenas os acionistas que possuíam ações antes da data ex-dividendo têm direito a recebê-lo.

A tabela a seguir ilustra um exemplo da relação entre essas datas com a distribuição de dividendos:

 Tipo Data de Declaração Data Ex-Dividendo Data de Registro Data de Pagamento
 Data 15/10/2015 05/12/2015 07/12/2015 11/12/2015
 Explicação Data que o dividendo é anunciado Data máxima que o investidor deve comprar as ações para poder receber dividendos Data que o investidor necessita estar registrado na companhia como acionista Data que o dividendo é pago aos acionistas

Aprenda a investir com as melhores estratégias

Acesse um curso gratuito

Capítulo 5

Investindo em Dividendos de Ações

Muitas pessoas investem em ações que pagam dividendos para aproveitar o fluxo de pagamento constante e para reinvestir na compra de ações adicionais. Uma vez que muitas dessas ações são de empresas consideradas estáveis e maduras, os preços dessas ações tendem a aumentar progressivamente ao longo do tempo, enquanto os acionistas desfrutam de pagamentos periódicos de dividendos.

Dividendos crescentes indicam empresa financeiramente saudável | Uma empresa financeiramente saudável, muitas vezes, distribui dividendos crescentes, que aumentam progressivamente ao longo do tempo.

Além disso, estas empresas muitas vezes aumentam os pagamentos de dividendos ao longo do tempo.

Por exemplo: uma empresa pode oferecer um dividendo de 2,5% num ano e no ano seguinte pagar um dividendo de 3%.

Isso não é garantido, mas uma vez que uma empresa tem uma reputação confiável de distribuir dividendos crescentes, ela vai se dedicar para não decepcionar seus investidores.

Uma empresa que paga constantes e crescentes dividendos é provável que esteja financeiramente saudável e com fluxo de caixa consistente (afinal, esse dinheiro é a origem dos dividendos). Estas empresas, muitas vezes, são estáveis e os preços de suas ações tendem a ser menos voláteis que o mercado em geral. Como tal, elas podem ser de menor risco que as empresas não pagadoras de dividendos e com movimentos de preços mais voláteis.

Muitas ações que pagam dividendos são de menor risco, portanto, são um investimento atraente para pessoas jovens que procuram uma maneira de gerar renda a longo prazo e para as que estão próximas da aposentadoria - ou aposentados - que desejam viver da rentabilidade do dinheiro.

Isso contribui ainda mais para a confiança dos investidores na relação entre o preço das ações e o dividend yield. Se os preços das ações caem, o DY aumenta proporcionalmente.

Conheça as melhores estratégias para investir em ações

Assista o curso gratuito em vídeo

Capítulo 6

O Poder dos Juros Compostos

Dividendos, muitas vezes, proporcionam aos investidores a oportunidade de aproveitar o poder dos juros compostos. Isso acontece quando geramos lucro e o reinvestimos. A acumulação de dividendos ocorre quando os dividendos são reinvestidos para comprar mais ações, resultando em maiores dividendos.

Reinvestir dividendos em juros compostos | Reinvestir dividendos é uma oportunidade de aproveitar o poder dos juros compostos.

Para ilustrar o poder dos juros sobre juros, vamos supor que alguém lhe pergunte se você prefere um milhão de reais hoje, ou um centavo que dobraria de valor a cada dia por 30 dias.

À primeira vista, parece lógico que esses 1.000.000 de reais seriam a melhor opção. Depois de calcular, no entanto, nós determinamos que seria melhor ter um centavo hoje e vê-lo crescer por 30 dias, conforme ilustrado na tabela a seguir:

Dia Valor Dia Valor Dia Valor
1 R$ 0,01   11 R$ 10,24   21 R$ 10.485,76  
2 R$ 0,02   12 R$ 20,48   22 R$ 20.971,52  
3 R$ 0,04   13 R$ 40,96   23 R$ 41.943,04  
4 R$ 0,08   14 R$ 81,92   24 R$ 83.886,08  
5 R$ 0,16   15 R$ 163,84   25 R$ 167.772,16  
6 R$ 0,32   16 R$ 327,68   26 R$ 335.544,32  
7 R$ 0,64   17 R$ 655,36   27 R$ 671.088,64  
8 R$ 1,28   18 R$1.310,00   28 R$ 1.342.177,28  
9 R$ 2,56   19 R$ 2.621,44   29 R$ 2.684.354,56  
10 R$ 5,12   20 R$ 5.242,88   30 R$ 5.368.709,12  

| Esta tabela é uma ilustração exagerada o poder dos juros compostos. Se você começar com um centavo em um dia e duplicar o seu valor na sua conta a cada dia, você seria um milionário em 28 dias.

Como mostra a tabela acima, o primeiro par de semanas é bastante desmotivador e pode parecer impossível que um centavo cresça significativamente. No entanto, aos poucos os nossos "ganhos" começam a decolar e no dia 28 já teríamos mais de R$ 1.000.000,00.

Este exemplo é realista? Não, nem um pouco. Embora possamos ser capazes de dobrar nosso dinheiro todos os dias nas primeiras semanas, é irrealista pensar que se poderia ganhar dezenas ou centenas de milhares de dólares a cada dia após as primeiras três semanas.

Apesar de não ser um exemplo de como o seu dinheiro realmente cresce, é ilustrativo de que com o tempo o dinheiro cresce, especialmente se os ganhos são reinvestidos. Este é o poder dos juros compostos, chamado por Albert Einstein de a "oitava maravilha do mundo".

Com investimento de dividendos, quanto mais você receber e os reinvestir, maior será a sua eventual taxa de retorno.

Por exemplo: Um exemplo mais realista de juros sobre juros seria supor que você comprasse 100 ações da Cielo por R$ 50 cada uma, num investimento total de R$ 5.000,00.

Se no primeiro ano a Cielo pagasse um dividendo de 2,5%, isso lhe renderia R$ 125 em receita de dividendos.

Se o dividendo da CIEL3 aumentasse para 5% por ano (5% do dividendo anterior; não 5% do valor da ação), o seu investimento de 5.000 reais seria avaliado em R$ 11.226 depois de 20 anos (assumindo que não há nenhuma mudança no preço das ações e que você reinvestiu todos os dividendos).

Veja o histórico completo de dividendos da CIEL3!

Agora, imagine que a situação é a mesma, mas que a empresa paga dividendos trimestrais em vez do dividendo anual do caso anterior.

Seus R$ 5.000,00 de investimento iriam crescer um pouco mais que 11.650 reais ao longo dos próximos 20 anos, ou seja, um ganho total de 133,01%.

Um aumento de seu investimento inicial de R$ 50.000 faria você acabar com 116.502 reais depois de 20 anos por causa do poder dos juros compostos.

Dessa forma, para tirar proveito do poder dos juros compostos, você precisa:

• Um investimento inicial

• Lucro (dividendos, juros, etc.)

• Reinvestimento dos lucros

• Tempo

Programa de Reinvestimento de Dividendos

Um plano de reinvestimento de dividendos - comumente chamado de PRD - é um plano oferecido por uma empresa que permite aos investidores reinvestir, automaticamente, os dividendos pagos em dinheiro, através da compra adicional de ações ou frações de ações na data de pagamento dos dividendos.

Isto pode ser uma excelente oportunidade para os investidores aproveitarem o potencial de capitalização. Em vez de receber o seu dividendo trimestral, a gestora do PRD (a empresa, um agente de transferência ou uma corretora de valores) coloca o dinheiro, em seu nome, diretamente para comprar ações adicionais.

Muitos PRDs permitem que você compre ações adicionais sem comissões e até mesmo com um desconto sobre o preço atual da ação. PRDs que são operados pela própria empresa por exemplo, são livres de comissões, uma vez que nenhum corretor está envolvido.

Certos PRDs estendem a oferta aos acionistas para comprar ações adicionais diretamente da empresa, com um desconto que pode ser entre 1% a 10%. Por causa da estrutura de descontos e a ausência de comissão, o custo das ações adquiridas dessa maneira pode ser significativamente menor do que se comprado fora do PRD.

► Do ponto de vista da empresa, o PRD pode ser atraente porque as ações são vendidas diretamente pela empresa e não através da Bovespa. Isto significa que a receita da venda de ações pode ser reinvestida na empresa. O PRD também pode permitir que as empresas levantem novo capital ao longo do tempo, reduzindo o tamanho dos fluxos de caixa exigido para o pagamento de dividendos. Além disso, tende a atrair os acionistas com estratégias de investimento de longo prazo, pois eles podem estar mais dispostos a "suportar" épocas difíceis.

► Do ponto de vista do investidor, o PRD oferece um método conveniente de reinvestir. A principal desvantagem para os acionistas é que eles devem pagar impostos, apesar de não receber qualquer dinheiro.

Torne-se um investidor de sucesso

Acesse o melhor curso do mercado grátis

Capítulo 7

Informações importantes sobre dividendos

Assim como em qualquer outro investimento, é importante realizar uma pesquisa séria antes de tomar qualquer decisão relacionada com dividendos. Há vários fatores a considerar ao escolher e pesquisar dividendos de ações, incluindo o dividend yield, índice de cobertura de dividendos e o histórico de dividendos da empresa. Entenda abaixo:

A) Dividend Yield

Como mencionado anteriormente neste guia, o dividend yield mostra o quanto a empresa paga em dividendos em relação ao preço de suas ações a cada ano. É calculado dividindo-se os dividendos anuais pelo preço atual da ação.

Faria sentido que quanto maior o dividend yield, melhor o investimento, mas esta razão pode ser enganosa. Lembre-se que esta proporção aumenta à medida que os preços das ações caem.

Um DY que é extraordinariamente maior do que outras ações do mesmo setor pode indicar que o preço da ação caiu, ou que os dividendos futuros serão eliminados.

Isso pode significar um duplo problema para os investidores: eles vão perder dinheiro, tanto na queda do preço das ações quanto na perda de qualquer receita futura de dividendos.

Em geral, muitos investidores só procuram ações cujos DY estão na faixa de 2% a 5%, que é a média das ações da S&P 500 das últimas seis décadas.

B) Índice de Cobertura dos Dividendos

A relação entre os lucros de uma empresa e seus dividendos é conhecida como Índice de Cobertura de Dividendos. Esta relação ajuda os investidores a medir se os lucros de uma empresa são suficientes para cobrir as suas obrigações de pagamento de dividendos.

Este índice é calculado dividindo-se o lucro por ação pelo dividendo por ação. Veja abaixo:

Cobertura Dividendos Figura 2: Como calcular o índice de cobertura de dividendos.

Por exemplo, uma empresa que tem lucro por ação de R$ 7 e paga um dividendo de 2,5 teria um índice de cobertura de dividendos de 2,8 (R$ 7 ÷ 2,5 = 2,8).

Sobre este índice, pode-se concluir:

1. Em geral, um índice de cobertura de 2 ou 3 mostra uma cobertura adequada e que a empresa pode pagar dividendos.

2. Se o valor cai abaixo de 2, isso pode indicar que um corte nos dividendos está no horizonte.

3. Se a relação for inferior a 1, a empresa está provavelmente usando lucros acumulados do ano passado para cobrir dividendos deste ano.

4. Uma relação que é alta, como maior que 5, pode indicar que a empresa está "retendo os dividendos" dos investidores e que poderia pagar dividendos maiores aos acionistas.

C) Registros Contínuos

Empresas que possuem dividendos consistentes, especialmente se os dividendos aumentam ao longo do tempo, normalmente são estáveis e bem geridas. Enquanto um bom histórico não garante resultados futuros, uma empresa que tem um bom desempenho no passado pode ser menos arriscada do que uma com passado instável.

Dito isto, qualquer empresa que distribua dividendos deve pagá-los em algum momento - mesmo as empresas com excelentes fundamentos podem fazer os investidores esperar um bom tempo (mais do que eles gostariam) antes de começar a pagar dividendos.

Um exemplo disso é a Microsoft (Nasdaq: MSFT), que não começou a pagar dividendos até fevereiro de 2003, quase 17 anos após a Oferta pública inicial de 13 de março de 1986.

Saiba como escolher as melhores ações
Baixe um guia de sucesso na Bolsa!

Ebook Guia de Sucesso na Bolsa

Ebook Grátis: Guia de Sucesso na Bolsa de Valores

Baixe agora e saiba como vencer no mercado de ações

Ferramentas de pesquisa de dividendos

Investidores que buscam dividendos hoje têm acesso a um número cada vez maior de material, mecanismos de pesquisa e gráficos para ajudar a estudar e avaliar os dividendos das ações.

Você pode ter que pagar uma pequena taxa para um "conteúdo premium", como alguns sistemas de classificação de dividendos, no entanto, muito de sua pesquisa pode ser realizada sem nenhum custo - consumindo apenas tempo para se informar.

Alguns sites oferecem gráficos de dividendos que lhe permitem filtrar ações com base em uma variedade de características, como:

• Indústria/setor

• Valor de mercado

• Preço e pagamento de dividendos

• Frequência de dividendos

• Histórico de dividendos

• Intervalo de data específico de pagamento de dividendos.

Acesse abaixo o histórico de dividendos e demais marcos de algumas das principais ações da Bovespa:

Ações PETR4 (Petrobras)

Ações VALE5 (Vale)

Ações ABEV3 (Ambev)

Ações BBAS3 (Banco do Brasil)

Ações OIBR4 (Oi)

Ações CIEL3 (Cielo)

Ações SUZB5 (Suzano)

Ações BBSE3 (BB Seguridade)

Ações KROT3 (Kroton)

Ações ITUB4 (Itaú Unibanco)

Ações USIM5 (Usiminas)

Ações CSNA3 (CSN)

Ações GGBR4 (Gerdau)

Ações OGXP3 (OGX)

Ações BVMF3 (BM&F Bovespa)

Ações BBDC4 (Bradesco)

Ações PDGR3 (PDG)

Ações RSID3 (Rossi Residencial)

É importante lembrar que o investimento em qualquer ação - de empresa que paga ou não dividendos - não é um investimento livre de riscos. Além de pesquisar as últimas notícias, os investidores devem monitorar seus investimentos e consultar analistas de mercado sempre que necessário.

Receba recomendações dos melhores investimentos do mercado!
Faça seu cadastro gratuito

Capítulo 8

Impostos

Uma dúvida frequente acerca de todos os tipos de investimento é referente à sua tributação e a forma de declará-lo. De acordo com a legislação tributária do Brasil, os dividendos não sofrem tributação de Imposto de Renda. Isso acontece porque a própria empresa já deduz o IR antes de distribuir os lucros.

Sendo assim, se o IR fosse debitado do dividendo a ser recebido pelo investidor seria uma tributação dupla.

Dividendos não sofrem imposto de renda | Dividendos não sofrem tributação do imposto de renda. Basta declará-los no quadro de “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”.

Para declarar os dividendos, o investidor também não possui dificuldades. Como eles são isentos de IR, basta informá-los no quadro de "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis". O investidor deverá então especificar o nome da empresa pagadora dos lucros e os devidos valores.

Impostos são complicados e as leis tributárias mudam. Um especialista fiscal ou profissionais qualificados em sua corretora podem te ajudar a determinar a melhor forma de declarar os impostos.

Capítulo 9

Investimento em Dividendos: Conclusão

Muitos investidores buscam ações que pagam dividendos como meio de geração crescente de renda e riqueza. Como em qualquer investimento, é importante fazer sua lição de casa e encontrar investimentos que são adequados para o seu estilo de investimento, horizonte de tempo, condição financeira e objetivos.

Uma variedade de recursos e ferramentas estão disponíveis on-line para ajudá-lo a tomar suas decisões. No Toro Radar você pode consultar analistas qualificados e especialistas para determinar o melhor caminho para a sua estratégia de investimento.

E se cadastrando agora mesmo você ganha 15 dias gratuitos em nossa plataforma, podendo:

• Assistir um curso completo sobre a Bolsa de Valores;

• Ver análises completas sobre todas as ações;

• Acessar cotações e gráficos em tempo real;

• Tirar dúvidas ao vivo com nossos analistas;

• Receber recomendações das melhores oportunidades em tempo real.

Faça seu cadastro gratuito!

Acesse a melhor plataforma de investimentos do mercado