Blog

O que é o Mercado de Capitais e como funciona?

o-que-e-mercado-de-capitais

O mercado de capitais é um mecanismo de distribuição de valores mobiliários, que tem o objetivo de gerar liquidez aos títulos emitidos pelas empresas e viabilizar o seu processo de capitalização.

Isso quer dizer que o objetivo é direcionar os recursos financeiros da sociedade (poupança) para o comércio, a indústria e outras atividades econômicas, assim remunerando melhor o investidor e contribuindo para o desenvolvimento econômico do país.

Estrutura do Mercado de Capitais

O mercado de capitais é composto por bolsas de valores, sociedades corretoras e outras instituições financeiras autorizadas. Estas instituições negociam os principais ativos mobiliários do mercado de capitais, que são:

  • Ações - Títulos emitidos por sociedades anônimas, que representam a menor fração do capital da empresa emitente (Veja o que é uma ação). O investidor em ações é um coproprietário da sociedade anônima da qual é acionista, participando dos seus resultados.

Aprenda como investir na bolsa de valores

  • Debêntures - Títulos emitidos também por sociedades anônimas. Seus recursos são destinados principalmente para capital fixo das empresas e são remunerados em juros, participações nos lucros, etc. As debêntures são títulos de longo prazo.
  • Commercial Papers - Notas promissórias de curto prazo, utilizados pelas empresas para financiar seu capital de giro.

Também podem ser negociados os direitos e recibos de subscrição de valores mobiliários, certificados de depósitos de ações e outros derivativos autorizados à negociação (contratos futuros, opções, etc).

E embora não seja algo ainda tão difundido no Brasil, o Mercado de Capitais está acessível a qualquer pessoa que queira começar a investir. Basta possuir uma reserva para iniciar, abrir uma conta de investimentos e estabelecer uma boa estratégia.

Classificação do Mercado

classificacao-do-mercado-de-capitais.jpg

O Mercado de Capitais é classificado em:

  • Mercado primário
  • Mercado secundário

Essa divisão é muito importante sob o ponto de vista econômico, pois apresenta como é feito o fluxo de recursos para o financiamento, principalmente das empresas, e mostra através de mecanismos que o fluxo pode ser mantido e aumentado.

Qualquer ativo financeiro tem sua primeira negociação. Ou seja, quando uma Ação, Letra de Cambio ou Certificado de Depósito Bancário (CDB) é negociado pela primeira vez. Essa transação é realizada no mercado primário.

Quando o primeiro comprador revende este ativo a uma terceira pessoa, esta pessoa para outra e assim por diante, desencadeando um processo de circulação do ativo, estas operações ocorrem no mercado secundário. Vamos entender melhor sobre estas duas divisões a seguir:

1. Mercado primário

É onde ocorre a emissão inicial de um título e o seu primeiro negócio. É através dele que empresas obtêm recursos financeiros para os seus investimentos e é também onde os bancos obtêm capital para financiar as empresas. O patrimônio financeiro obtido é direcionado para a empresa ou banco que lançou o ativo financeiro.

Também é onde acontece o IPO (Initial Public Offering), ou Oferta Pública Inicial, onde ações de uma empresa são vendidas ao público na Bolsa de Valores pela primeira vez. Esta operação também é realizada com intuito de captar recursos para financiar os seus projetos.

Muitos investidores apostam no IPO como uma forma de obter altos lucros, uma vez que as ações podem ser lançadas em um valor baixo e disparar logo em seguida. Se você está iniciando, é importante aprender e entender a bolsa de valores antes de apostar em uma estratégia como essa.

2. Mercado secundário

É onde os títulos mobiliários emitidos no mercado primário são negociados de um proprietário para outro. Sua função é gerar liquidez aos ativos financeiros.

O mercado secundário é tão importante quanto o primário, uma vez que o funcionamento de um depende do outro. Os ativos financeiros não seriam negociados no mercado primário se não contassem com a capacidade do secundário de gerar liquidez a estes papéis.

Neste momento os valores resultantes das transações não são mais direcionados para a empresa ou banco emissor do ativo, mas sim para os investidores que participam das novas negociações.

É quando, em busca de maior rentabilidade para os seus investimentos, compradores e vendedores negociam suas ações, contratos futuros, títulos públicos, entre outros ativos financeiros.

Um fato interessante é que neste mercado você não precisa apenas comprar uma ação e vendê-la quando se valorizar. Existem diversas outras estratégias e aprendê-las é o diferencial para alcançar o sucesso dos seus investimentos.

Como exemplos de mercados secundários podem ser citados:

  • Bolsa de Valores - onde são negociadas as ações - como a PETR4, VALE5, OIBR4, CIEL3, USIM5 - e os contratos em Mercado Futuro de Dólar, Índice, Boi Gordo, Milho, Café e S&P 500.
  • Open Market (mercado aberto) - onde são negociados os títulos do Tesouro Nacional, os CDBs, as LCA, Letras de cambio, etc.


Como investir no Mercado de Capitais com a estratégia dos milionários?

mercado-de-capitais-como-investir

Se você pretende investir no Mercado de Capitais e alcançar sonhos mais altos, você precisa descobrir agora como os grandes investidores fazem isso. Como falamos anteriormente existem diversas estratégias para investir em ações, mas uma delas se destaca.

A melhor forma de se tornar um grande investidor, dominar a bolsa e construir sua fortuna são as operações de Day Trade (Entenda melhor o que é o Day Trade).

Nessas operações você compra e vende as ações no mesmo dia e pode utilizar uma fantástica vantagem: a alavancagem. Isso significa que você pode alavancar o seu capital e investir um valor maior do que você possui.

É a Fórmula 1 dos Investimentos! E você pode ter resultados espetaculares investindo, por exemplo, em:

Para isso você precisa, primeiramente, abrir conta em uma corretora (Entenda qual a melhor corretora de valores para o seu perfil).

Será ela que irá custodiar os seus ativos e intermediar suas operações perante a Bolsa de Valores. É importante que esta corretora seja de confiança, tenha o melhor atendimento, ferramentas e custo operacional adequados.

Conhecimento também faz toda a diferença no seu resultado. É importante entender como o mercado funciona e as diferentes estratégias para alcançar o sucesso nos seus investimentos.


Aprenda a investir em ações da Bolsa
Curso completo para iniciantes

A Bolsa de Valores dentro do Mercado de Capitais

Dentro do mercado de capitais existe também o mercado de ações, ou seja a Bolsa de Valores, que tem por objetivo principal permitir a realização de transações de compra e venda de títulos no mercado secundário, proporcionando liquidez ao mercado através dos pregões diários realizados em meio eletrônico.

A bolsa de valores do Brasil é a BMF&Bovespa, uma das maiores e mais modernas do mundo, que permite que os investidores possam ter um ambiente excepcional para as negociações.

As principais funções da Bolsa de Valores são:

  • Estabelecer normas e procedimentos rígidos para as operações que são realizadas;
  • Manter equilíbrio entre seus interesses próprios e o interesse público;
  • Preservar a auto regulação do mercado.

Assim garantindo um ambiente seguro para que ativos financeiros sejam negociados de maneira eficiente e justa.


E-book Guia completo do Investidor Iniciante

Últimos artigos

New Call-to-action